Moradores do edifício Ipanema e Marcelha, mais conhecidos como Coloridos, que ficam na Praia do Morro estão sofrendo com a infestação de ratos e escorpiões trazidos pelo lixo acumulado em terreno baldio ao lado do condomínio.

Uma das moradoras, que preferiu não ser identificada, fala que a situação já se tornou insustentável. “O terreno tem dono, já fui até a prefeitura para verificar, mas ninguém limpa. E entra muito rato e escorpião no prédio. Até no 3º andar já pareceu escorpião. Precisamos que algo seja feito”, diz a moradora. 

Ela fala que antes os próprios moradores do condomínio faziam a limpeza do terreno abandonado. Mas de acordo com ela, a CODEG, começou à fazer um aterro no lote que não foi concluído, impossibilitando que a limpeza fosse feita.

Moradores estão sofrendo com a infestação de rastos e escorpiões trazidos pelo lixo acumulado em terreno baldio ao lado do condomínio

“A CODEG viu que no terreno tinha muita água. Começaram a aterrar o terreno, jogaram terra com mato lá, só que isso não foi finalizado. E o mato se alastrou por toda parte e não tem nem como ninguém limpar lá, apesar de não ser nossa obrigação, fazíamos para nos ver livres dos bichos, mas nem isso conseguimos mais por causa do jeito que deixaram”, afirmou a moradora.

Ela conta também que o local se tornou ponto viciado de lixo dos moradores do entorno. “Tem muito mato e é de fácil acesso, então muita gente joga todo tipo de coisa lá, o que o atrai os bichos”, diz

Ela fala que já procurou a prefeitura para informar o problema, mas não obteve resultados. “Já fui na prefeitura, falei o que estava acontecendo. Me disseram para me acostumar com os escorpiões porque lá era um lugar frio. O dono desse terreno tem responsabilidade por mantê-lo limpo, e nós não podemos pagar por ser abandono”, ressalta.

O Portal 27 procurou a prefeitura para saber sobre a obra de aterramento relatada pela moradora e também sobre a responsabilidade da limpeza do terreno. A prefeitura afirmou, através de nota, que o terreno em questão pertence ao condomínio, que será notificado. “Por se tratar de um terreno particular, a denúncia foi direcionada à Secretaria de Postura e Trânsito que notificará nesta semana o condomínio para que realizem a limpeza a regularização da situação, conforme Art. 56 do Código de Postura”, informou a prefeitura.