O Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) recebeu diversas denúncias a respeito da prática de ciclismo em unidades de conservação da Grande Vitória, como o Parque Paulo César Vinha, em Guarapari, nos últimos meses. A Reserva Biológica de Duas Bocas, em Cariacica, também tem sofrido o mesmo problema.

Segundo o instituto, o problema não é recente. “Muitos desses ciclistas registram os passeios em vídeos e, em uma consulta rápida no YouTube, podem ser encontradas diversas gravações”, diz a nota enviada pelo órgão.

Algumas pessoas desrespeitam as normas de conservação do parque. Foto: Iema.
Algumas pessoas desrespeitam as normas de conservação das áreas de proteção. Foto: Iema.

A coordenadora de Áreas Protegidas do Iema, Joseany Trarbach, coordenadora de Áreas Protegidas do Iema, explica ainda que “o ciclismo nestas unidades põe em risco a fauna e a flora do local, pois os espaços ainda não estão preparados para esse tipo de esporte”.

Por isso, o instituto pede que “os ciclistas respeitem a sinalização que proíbe o uso de bicicletas principalmente nas reservas biológicas, já que as áreas são de proteção permanente e a persistência nessa prática pode resultar em crime ambiental”.

Projeto para ampliar a utilização dos parques

A secretária estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Diane Rangel, informa que existem projetos do Governo do Estado “para ampliar a utilização dos parques e torná-los aptos a uma série de atividades, garantindo o uso sustentável das unidades de conservação”.

Fazer pedal na área de conservação pode por em risco a fauna e a flora do local. Foto: Iema.
Fazer pedal na área de conservação pode por em risco a fauna e a flora do local. Foto: Iema.

Porém, enquanto os projetos não são opostos em prática, fica o pedido do Iema para que os ciclistas não desrespeitem as atuais normas.

Com informações do Iema.

Deixe seu comentário