A Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Guarapari divulgou a prisão de dois suspeitos de terem matado a tiros o líder comunitário Valter Rosa da Silva. O crime aconteceu no dia 18 de março deste ano. (veja aqui).

Acusados
Os acusados são John Lennon Couto Fernandes, 25, conhecido como Careca e Danilo Gonçalves Alves, 22 anos.
homicídio em reta grande
O crime aconteceu no dia 18 de março deste ano. Foto: João Thomazelli/portal27

Depois de várias diligências e com informações obtidas através de denúncias, os policiais da DCCV conseguiram prender o pedreiro John Lennon Couto Fernandes, 25, conhecido como Careca. Ao perceber a movimentação da polícia no bairro Adalberto Simão Nader, Careca se escondeu na despensa de alimentos de uma escola do bairro, mas foi encontrado pela polícia e preso.

Depois da prisão, ele confessou ter participado do homicídio e disse que foi chamado por Danilo Gonçalves Alves, 22 anos. John Lennon disse que a vítima estava ameaçando familiares dele e por isso cometeu o crime. John Lennon pilotou a moto e Danilo efetuou os disparos que mataram o líder comunitário.

Danilo já estava preso por um roubo realizado no último dia 30 de abril em uma joalheria em Alfredo Chaves. Interrogado sobre a participação dele no crime, ele confessou que matou Valter Rosa.

Valter foi morto no último dia 18 de março. Foto: Reprodução
Valter foi morto no último dia 18 de março. Foto: Reprodução

“Nós pedimos a prisão temporária dos dois por trinta dias para concluirmos as investigações. Para nós não há dúvidas de que eles foram os executores do crime”, explicou o titular da DCCV de Guarapari, delegado Alexandre Linconl.

John Lennon e Danilo vão responder judicialmente por homicídio qualificado, por não terem dado chance de defesa para a vítima. Se condenados eles podem pegar de 12 a 30 anos de prisão.

Deixe seu comentário