Na manhã de ontem (26), a Polícia Federal, em conjunto com a Superintendência Federal de Agricultura no Espírito Santo, deflagrou a Operação “Pesca Oculta”, destinada a reprimir a ação ilícita de falsificação de rotulagem contendo o selo público do Serviço de Inspeção Federal, ação criminosa que visava burlar a origem de pescado processado em empresa de Guarapari e comercializado no mercado interno do Espírito Santo.

DSC03188
A ação policial contou com a participação de Policiais Federais e de Fiscais Federais. Foto PF.

A ação policial contou com a participação de Policiais Federais e de Fiscais Federais Agropecuários, redundando na apreensão de milhares de etiquetas contendo selo público falsificado, além da apreensão de computador e impressora usados na falsificação, bem como de aproximadamente 50 toneladas de pescado.

DSC03156
O proprietário do estabelecimento foi preso em flagrante. Foto PF.

O proprietário do estabelecimento foi preso em flagrante e responderá por falsificação de selo público, com pena de 2 a 6 anos de reclusão.

Pela possibilidade de fraude ao controle estatal e por representar risco à saúde pública, todo o pescado apreendido justamente nesse período que antecede a Semana Santa, será objeto de verificação pelo Serviço de Inspeção e Saúde Animal no Espírito Santo para definição de destinação, dependendo da identificação de origem e outras circunstâncias de segurança alimentar.

Deixe seu comentário