Um criança de apenas 7 meses de idade quase foi morta pelo próprio pai na noite de ontem em Guarapari. O homem não aceitava a separação com a mãe da criança e tentou sufocá-la com o cobertor.

Moacir Nunes da Conceição tentou matar o próprio filho de 7 meses.

O caso aconteceu por volta das 22h30 da noite de ontem no bairro Lameirão, na região conhecida como Bico do Urubu. O homem, identificado como Moacir Nunes da Conceição, 55 anos, começou a discutir com a companheira, a diarista Maria Conceição dos Santos, 41, e se trancou no quarto com o pequeno Davi, de apenas 7 meses.

Preocupada com o que poderia acontecer com a criança, uma filha da diarista decidiu ligar para a polícia. “Ele se trancou no quarto com o bebê e nós não sabíamos o que ele estava fazendo. Não dava para ver nada lá dentro. Aí eu achei melhor ligar para a polícia e eles chegaram muito rápido”, contou Maria Carolina Santos da Conceição, irmã do bebê.

Ao chegarem no local, os quatro policiais que atenderam a chamada sabiam apenas que se tratava de uma ocorrência de briga entre um casal, mas ao saberem que o homem tinha se trancado no quarto, tentaram fazer contato com ele através da janela, mas ela estava bloqueada. Por uma fresta na janela os policiais viram que o homem tinha enrolado a coberta na cabeça da criança, tentando matar a criança sufocada.

Os policiais Ricardo (E) e Soares tiraram uma foto com a criança já na delegacia.

“Imediatamente os soldados Ricardo e Soares quebraram o vidro da janela e entraram no quarto, tirando a criança das mãos do pai”, explicou o aspirante a oficial Matthaus. Os dois policiais estavam de folga nesta quarta-feira e não foram localizados para falar do caso.

A mãe da criança disse que ficou desesperada quando viu que o companheiro tentava matar a criança. “Eu entrei em desespero. Não imaginava que ele ia tentar matar a criança só porque eu queira me separar dele. Agora eu estou com medo, já que ele foi solto depois de pagar uma fiança de R$ 800 e tá na rua de novo. Ele só anda com um facão, para cima e para baixo. Estou com medo”, declarou a mãe da criança.

Apesar de ter sido flagrado tentando sufocar a criança, Moacir Nunes da Conceição foi autuado na Lei Maria da Penha, mesmo com o testemunho do policiais que presenciaram o fato.

Maria com o pequeno Davi. “Não sei porque a delegada soltou ele”, lamentou. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Rede Social

Em uma página do facebook sobre segurança pública, os administradores publicaram uma foto dos policiais com a criança e um texto, como se a criança estivesse contando a própria história.

O texto foi publica em Segurança Pública ES. Confira a integra do que foi publicado.

“Oi, me chamo David e tenho apenas 7 meses de idade. Essa noite meu pai tentou me sufocar com um cobertor por não aceitar que minha mãe se separasse dele, porém, o Sd Ricardo, Sd Soares, Sd Nunes e o Sd Loureiro chegaram a tempo e me salvaram. Prenderam o monstro que é meu pai. Obrigado polícia militar do Espírito Santo”.

Muito melhor do que pegar mil armas é a sensação de salvar a vida de uma criança. Servir e proteger mesmo com o risco da própria vida.

 

Comments are closed.