Por volta das nove horas da manhã desta domingo (08), bandidos tentaram roubar uma bicicleta e matar um comerciante que pedalava pela Rodovia do Contorno, em Setiba.

O crime foi impedido porque um policial civil que passava pelo local percebeu o que estava acontecendo e deu voz de prisão aos bandidos.

Os quatro estavam armados com um revólver calibre 32 e em duas motos, uma biz e uma Shineray. O crime acabou frustrado porque um policial civil passou pelo local, percebeu o que estava acontecendo e deu voz de prisão aos ladrões.

Tiros. Segundo a polícia, o menor de 17 anos atirou três vezes contra o policial, que revidou e acertou um dos bandidos. Após ser baleado, o criminoso e os comparsas tentaram se esconder na mata que margeia a rodovia. O policial chamou reforço e após algumas buscas, foram encontrados o revólver calibre 32 com a numeração raspada, cinco munições do mesmo calibre, o menor que atirou e um dos comparsas dele. O baleado foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e transferido para o Hospital Antônio Bezerra de Faria, em Vila Velha. Os outros dois bandidos, que são maiores estão foragidos.

     “Fiquei com medo de me matarem”

O comerciante foi perseguido até a chegada do policial civil.

O comerciante, que não quis ser identificado, relatou que tem o hábito de pedalar nos finais de semana e desconfiou da ação que seria assaltado porque as motos seguiam muito devagar pela pista. “Desconfiei que poderia ser um assalto e voltei e eles vieram na contramão atrás de mim. Aí peguei a bicicleta e pulei aquele alambrado que divide a pista, foi quando eles sacaram as armas e eu comecei a pedalar mais forte subindo o morro.  Eles falaram para eu parar e entregar a bicicleta porque iriam atirar, mas continuei pedalando. Para minha felicidade o policial viu o que estava acontecendo e me ajudou”, disse uma das vítimas.

Ele explicou que decidiu não entregar a bicicleta por medo de que os criminosos o matassem. “Na hora eu pensei que se eu ficasse e entregasse a bicicleta, eles poderiam até me matar ou me dar uma coronhada, algo do tipo. Então decidi pular e tentar me salvar”.

Os tiros pegaram no pé do rapaz.

Outro assalto. Enquanto a equipe do Portal 27 estava do DPJ apurando essa reportagem um outro comerciante que não quis ser identificado, registrou um boletim de ocorrência sobre o assalto que aconteceu em sua loja de ferramentas localizada no bairro Portal Clube no último sábado (06).

Segundo ele, o crime foi cometido por pelo menos dois dos envolvidos na tentativa de roubo da bicicleta, que seriam Anderson e  seu irmão, que é o menor de 17 anos.  Um terceiro ladrão não foi identificado.

Clientes. De acordo com o comerciante e seu funcionário, inicialmente eles se passaram por clientes e pediram um produto que não tinha na loja. Depois os três ficaram do lado de fora e quando o outro funcionário saiu para fazer uma entrega cometeram o crime. “O Anderson chegou pedindo para tomar um pouco de água e o outro moreno chegou e anunciou o assalto. Eles levaram notebook, o celular e a aliança do patrão, duas furadeiras, uma parafusadeira, uma caixa com várias brocas e mais de R$ 200,00”, disse o funcionário da loja.

Ele relatou que Anderson, que está foragido, chegou a ameaçar matar o dono da loja. “Meu patrão não estava conseguindo tirar a aliança que estava muito presa e o grande falou várias vezes para dar um tiro nele. Mas eu pedi para que eles ficassem calmos que ele iria tirar a aliança. Aí o Anderson ficou apontando a arma o tempo todo para o patrão e dizendo que iria atirar nele. Depois eles nos trancaram no banheiro e foram embora”, afirmou.