A afirmação foi feita pelo prefeito durante coletiva de parte da imprensa, o Portal 27 não foi convidado,  realizada na manhã desta terça-feira (23). Durante o encontro, Edson Magalhães afirmou que o Hospital não será entregue em março conforme ele havia prometido, e questionado acerca da nova data, preferiu não definir um prazo.

Falta de repasses. Além do prefeito, a coletiva também contou com os sócios proprietários da empresa responsável pelas obras, Asle Construtora LTDA. Segundo disse Edson, o Hospital terá atraso na entrega por falta de repasses do Governo Federal, e citou que mesmo assim a construção está 55% concluída.

Contrapartida. “Nosso tão sonhado hospital irá acontecer, mas para isso precisamos que o repasse da União chegue até nós. A contrapartida do município está em dia, inclusive, hoje, estou adiantando cerca de R$1,5 milhão para que possamos seguir em frente dentro do possível”, declarou Edson Magalhães.

Prefeito Edson Magalhães e sócios proprietários da empresa responsável pelas obras do Hospital Cidade Saúde. Foto: Prefeitura Municipal de Guarapari.

Aumento. Os proprietários da Asle também citaram o aumento do valor dos materiais para a obra terem aumentado cerca de 300%, devido a pandemia, como um fator de atraso. Segundo eles, desde o começo do processo de escolha até o pagamento e recebimento dos itens, é uma espera de 30 dias.

De acordo com a explicação dada pelo prefeito, que entrou em contato com o Ministério da Saúde, o repasse do Governo Federal não foi feito pois o Orçamento Anual ainda não foi aprovado pelo Congresso Nacional, porém ele espera que tudo seja aprovado o mais rápido possível para que a obra avance.

“Temos medições prontas desde novembro do ano passado aguardando esses valores. Contratamos um novo projeto elétrico, com maior tecnologia, e atualizamos o sanitário. Estamos firmes, a previsão de entrega era para março, mas infelizmente aconteceu essa situação e não podemos fazer nada. Espero que tudo possa ser aprovado o mais rápido possível”, disse Edson.

Edson mostrando o andamento do Hospital para apoiadores no último dia que poderia fazer aparições com obras públicas, antes das eleições.

Por fim, o prefeito comentou sobre o investimento feito pela administração municipal e sobre as possibilidades apresentadas para gerência do Hospital Cidade Saúde, que pode ser feita pelo Governo do Estado ou por Parcerias Público-Privada (PPPs).

“O município está cumprindo a parte que cabe a ele. Nós temos um terreno para vender em Nova Guarapari que 50% do valor será usado para equipar o hospital caso o Governo do Estado for fazer a gestão, conforme já fui procurado. E também já fomos procurados por mais de sete organizações sociais para Parceria Público-Privada (PPP) para gerir o hospital. Se a gestão for desta forma, todos os equipamentos serão adquiridos pela empresa gestora e 100% do valor da venda do terreno será para fazer obra de estrutura na cidade”.

O Hospital não tem data de entrega determinada, porém será finalizado até o final deste ano, afirmou Edson Magalhães.

Deixe seu comentário