A saúde de Guarapari parece ser mesmo o calcanhar de Aquiles de Orly Gomes (DEM). Os problemas na área só aumentam. Dessa vez, o não cumprimento de uma decisão da justiça, pode levar o prefeito ou a secretária de saúde para cadeia. Uma decisão de 2010, dá direito a uma família de receber remédios da Prefeitura para uma criança de 5 anos tratar suas alergias.

De acordo com o documento, eles deveriam receber os medicamentos 24 horas após a entrega da receita. A pena para o não cumprimento dessa ordem é multa ou até mesmo a prisão do prefeito e da secretária de Saúde. O custo mensal para a família é de R$ 800, um valor alto que eles não conseguem custear.

mae
Mãe do adolescente está preocupada. Foto. Reprodução TV Gazeta

Eles não recebem os remédios há 30 dias. Em uma das receitas do menino, a médica deixou claro que o tratamento não deve ser interrompido e que isso pode causar uma regressão do quadro da doença e prejudicar a saúde da criança.

Resposta

Em entrevista a TV Gazeta, Ligia Santos, gerente de assistência farmacêutica da Prefeitura, contou que nenhuma farmácia do Estado quis participar da licitação emergencial para a compra dos medicamentos. Ainda segundo ela, um contrato está sendo assinado com uma farmácia, que irá fornecer esses remédios. “Entrei em contato com a Prefeitura, já houve a assinatura do contrato e até sexta-feira (3) a gente está quite com os pacientes”, concluiu.

Confira a matéria da TV Gazeta

http://g1.globo.com/videos/espirito-santo/estv-1edicao/t/grande-vitoria/v/familia-de-crianca-do-es-nao-consegue-remedio-na-rede-publica/2550470/

Deixe seu comentário