Depois dos cortes de funcionários comissionados anunciados pela Prefeitura de Guarapari na tarde de ontem (06), o município publicou hoje no Diário Oficial dos Municípios a lista dos exonerados.

De acordo com dados fornecidos pela prefeitura, com os cortes anunciados ontem a cidade vai economizar cerca de R$ 127 mil por mês. Deste valor, quase R$ 75 mil seria de cargos comissionados e mais de R$ 53 mil de estagiários.

A prefeitura de Guarapari anunciou cortes em várias secretarias. Foto: João Thomazelli/Portal 27
A prefeitura de Guarapari anunciou cortes em várias secretarias. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Mas o sindicato que representa os funcionários públicos de Guarapari diz que a medida de cortes é mínima, se comparada com o número de funcionários não concursados que ainda atuam na administração da cidade.

“O corte de comissionados foi muito tímida. Nós sabemos que pelo menos 300 cargos comissionados existem no município. O número exato nós não sabemos, pois a prefeitura criou muitos cargos nesta administração. E demitir cerca de quarenta comissionados neste universo é quase nada”, declarou a diretora do Sintrag (Sindicato dos Trabalhadores de Guarapari), Rosemary Abud.

Para Abud, “Quarenta servidores comissionados demitidos é bom, mas ainda é pouco. O sindicato tem batido nesta tecla há muito tempo. Se a administração tivesse valorizado o funcionário de carreira, talvez não tivesse chegado a este ponto”, disse Rosemary.

Abud disse que os cortes são mínimos: Foto: João Thomazelli/Portal 27
Abud disse que os cortes são mínimos: Foto: João Thomazelli/Portal 27

Ela chamou a atenção para um detalhe nas demissões. Alguns dos funcionários em cargos de livre comissão e que foram exonerados são funcionários concursados. “Então a economia foi relativa, já que este funcionário continua na prefeitura”.

Outro ponto comentado pela sindicalista foi a demissão dos estagiários. O quadro de estagiários na prefeitura caiu de 71 para cinco. “O estagiário não recebe nem um salário. Demiti-los não fará muita diferença na economia, já que alguns comissionados recebem R$ 3.5 mil ou R$ 4 mil e foram mantidos nos cargos”, finalizou.

Também na publicação da prefeitura, além do decreto que exonera 40 funcionários de cargos comissionados, a prefeitura nomeou seis outros para cargos de gerência, também de livre comissão. Dos seis novos gerentes, três já tinham cargos comissionados em outras áreas da administração municipal.

Ou seja, a prefeitura demitiu quarenta comissionados, mas contratou seis, diminuindo o número de cortes efetivos para 34 cargos comissionados.

Deixe seu comentário