Além de prevenir doenças, a prática de esportes também é uma importante ferramenta no combate a violência. Foi pensando nisso que o 10º Batalhão da Polícia Militar inaugurou o Arena Nota 10, na manhã desta sexta-feira (27). O projeto oferece aulas gratuitas de futevôlei para estudantes da rede pública de ensino.

O projeto foi inaugurado na manhã desta sexta-feira (27) e contou com a presença de diversas autoridades, entre elas o prefeito Edson Magalhães. Foto: Polícia Militar

A solenidade aconteceu na Orla da Praia do Morro, na arena de esportes onde serão realizadas as atividades e contou com presença do Prefeito Edson Magalhães, do vice-prefeito e secretário de Esportes Miguel Agrizzi, da secretária de Educação Sônia Meriguete, do presidente da Câmara Muncipal Wendel Lima, dos vereadores Thiago Paterlini e Clebinho Brambati, dos diretores e coordenadores de escolas da rede municipal, dos instrutores voluntários de futevôlei Paulo de Souza Borges e Fabrício Pinheiro Borges e dos oficiais do 10º Batalhão.

A idealizadora do projeto, soldado Carolina Rodrigues da Silva, atua na patrulha escolar. Ela afirmou que viu no esporte uma forma de aumentar a interação dos estudantes com a Polícia Militar. “Nós pesamos nesse projeto para tentarmos interagir de forma diferente com esses alunos, que estão em situação de vulnerabilidade social”.

O comandante do 10º Batalhão, tenente coronel Pessanha ressaltou a importância do projeto. “O projeto tem um caráter preventivo. Nós estaremos ocupando o horário livre desses jovens com atividades físicas e isso tira da cabeça dos alunos qualquer possibilidade de aproximação com drogas e criminalidade. Vamos ocupar os alunos buscando saúde através da atividade física e em um ambiente seguro porque os nossos policiais da patrulha escolar estão acompanhando todo o projeto”.

A soldado Carolina Rodrigues da Silva, atua na patrulha escolar, foi quem idealizou o projeto.

Ele lembrou ainda que a condição para a participação dos estudantes é o bom desempenho escolar. “Eles têm que estar comprometidos com a educação. É preciso ter frequência nas aulas e boas notas. Estamos atrelando os três fatores que são os pilares da Arena Nota 10, que são educação, segurança e saúde”.

Para o comandante o projeto vai ajudar a formar atletas para a cidade. “O projeto facilita a formação de atletas porque os professores que estão à frente são pessoas experientes e que, inclusive, tem contatos com grandes atletas dessa área. Eles já nos prometeram que vão trazê-los aqui para incentivar ainda mais esses jovens a crescerem na carreira”.

Ampliação. Segundo a soldado Carolina, as aulas começaram a cerca de um mês e inicialmente atende em torno de 20 alunos do Centro Municipal de Jovens e Adultos (CMEJA). Mas ela já faz planos de abrir novas vagas. “A gente pretende fazer campeonatos e abrir para mais escolas da região. Como a gente viu que está dando certo e está sendo bom, vamos ampliar para mais escolas”.

Deixe seu comentário