Após a tentativa frustrada de abrir as cancelas do pedágio na manhã deste sábado, (07) os manifestantes iniciaram um protesto na entrada do Condomínio Centro Hípico em Village do Sol, Guarapari por volta das 14h fechando a Rodovia do Sol.

A ação gerou tumulto, confusão, tiros e dois manifestantes foram agredidos. A Polícia diz que houve desacato e descumprimento da decisão judicial.

Os manifestantes reivindicam a redução da tarifa do pedágio e o passe livre para moradores da região.

O protesto que vem ocorrendo de forma pacífica desde o final de junho terminou em confusão, tumulto, confronto entre a polícia e manifestantes. Dois manifestantes agredidos e tiros.

Um morador registrou o momento da confusão. Confira na íntegra.

O sub comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar, Major Paulo Rogério Barbosa, disse que recebeu a informação de que os manifestantes começaram a interditar a via por conta própria, teriam furado pneus do ônibus da viação Alvorada, e apenas uma viatura chegou ao local.

“Houve uma situação de conflito, em que um policial tentou deter um dos manifestantes que o desacatou e a situação inflamou os ânimos dos demais manifestantes que estavam por perto. Gerou empurra, empurra e teve uma atitude equivocada do policial e com isso a população ficou mais exaltada”, disse Major Rogério.

Segundo o sub comandante, a ordem da justiça é que a Polícia Militar garanta o direito de todos. “O Comando do Batalhão tem a ordem que não se interrompa as atividades do pedágio, e que não haja interdição de vias. Estamos aqui para garantir o direito de manifestação dos moradores, o direito dos cidadãos de ir e vir que transitam na via e o direito da empresa que explora o pedágio no local”.

Disse ainda que foi feito um acordo entre a polícia e os manifestantes de que a pista seria interditada parcialmente e aberta a cada cinco minutos, para liberação do fluxo.

G

No entanto, após as 16h os manifestantes saíram da pista em direção a praça do pedágio e se depararam com a equipe do Batalhão de Choque do GAO. Nesse momento houve tiros para dispersar os manifestantes e os dois sentidos da via foram interrompidos pela polícia.

G

Os manifestantes recuaram para suas casas e a polícia permaneceu no local até por volta das 18h.

Por Rosimara Marinho

Deixe seu comentário