Se Guarapari é uma cidade conhecida mundialmente, um dos fatos se deve as areias monazíticas que foram estudadas vários anos atrás e que deram o apelido que a cidade leva até hoje: Cidade Saúde. Desde o ano passado a questão do turismo de saúde, foi tema de vários debates, palestras, estudos e eventos que mostram que esse pode ser o renascimento o turismo em Guarapari.

Desde o ano passado a questão do turismo de saúde, foi tema de vários debates, palestras, estudos e eventos que mostram que esse pode ser o renascimento o turismo em Guarapari. Foto: Wagner Bourguignon

No último final de semana aconteceu na cidade o 1º Workshop sobre as Areias Monazíticas de Guarapari. Nos dias (24) e (25) em em um hotel localizado em Meaípe, foram divulgados dados sobre as pesquisas dos benefícios das Areias Monazíticas no município, pelos pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e da Universidade de São Paulo (USP).

Antena. Além da Praia a Areia Preta, que já é reconhecida como ponto de turismo das areias monazíticas, a Praia de Meaípe também entrou no estudo, com a colocação de uma antena que visa medir o vento, temperatura e o balanço de radiação, gerando conteúdo para a pesquisa da oceanógrafa e professora da Universidade de São Paulo (USP), Jacyra Soares. Os resultados mostram que a radiação das areias monazíticas da Praia de Meaipe é única no mundo.

1º Workshop sobre as Areias Monazíticas de Guarapari. Nos dias (24) e (25) em em um hotel localizado em Meaípe.

Areia. Um dos pesquisadores é doutor em física nuclear e professor da Universidade Federal do Espírito, Marcos Tadeu Orlando, “É uma areia que não existe em outro lugar e mostra que a radiação tem efeito sobre os sistemas biológicos. Então a areia não é inerte, ela tem um efeito cientifico”, disse.

Tumores. Outra pesquisadora, Sonia Gouveia, professora do departamento de ciências fisiológicas da UFES explicou os benefícios avaliados até agora. Ela apresentou uma pesquisa feita em ratos de laboratório, que foram expostos as areias monazíticas durante três meses. “Inicialmente houve alteração do ciclo e essa alteração pode fazer com que aja uma redução dos níveis de estrogênio e isso poderia favorecer ao não desenvolvimento de tumores nas mulheres”, explicou.

Professora da Universidade de São Paulo (USP), Jacyra Soares.

Turismo. Os resultados positivos divulgados até agora nesse Workshop sobre as Areias Monazíticas de Guarapari, levaram diversos setores da cidade a ver uma possibilidade do aumento na procura por um turismo de saúde, o que pode redefinir o turismo geral em Guarapari. “Estamos confiantes que o turismo de saúde em Guarapari vai disparar com os resultados das pesquisas”, disse a Secretaria Municipal de Turismo, Letícia Regina.

Comments are closed.