O que era para ser um sábado apreciando as belezas do fundo do mar de Guarapari acabou em tragédia hoje (05). Uma mulher morreu no começo da tarde durante um mergulho a cerca de dez quilômetros da costa de Guarapari. A mulher, que é de Minas Gerais, estava com o namorado e sofreu um mal súbito debaixo d´água.

Bruna Carolina do Nascimento
Bruna que é de Minas Gerais, estava com o namorado e sofreu um mal súbito debaixo d´água. Foto: arquivo pessoal.

Por volta das 12 horas, Bruna Carolina do Nascimento, 34 anos, mergulhou com o namorado e um instrutor nas proximidades do naufrágio artificial Victory 8B. Pouco tempo depois que os três submergiram, Bruna se afastou dos dois e voltou à superfície.

“Foi coisa de segundos. Ela estava lá embaixo com o namorado e o instrutor, que é muito experiente. Quando os dois perceberam ela tinha subido. O instrutor e o namorado dela foram ao seu encontro e perceberam que ela estava desacordada. Imediatamente o instrutor a colocou no barco e começou os procedimentos de primeiros socorros”, explicou outro mergulhador, que preferiu não se identificar.

A mineira Bruna mergulhava próximo ao naufrágio artificial Victory 8b, a pouco mais de dez quilômetros da costa de Guarapari.
A mineira Bruna mergulhava próximo ao naufrágio artificial Victory 8b, a pouco mais de dez quilômetros da costa de Guarapari.

O barco então retornou para o cais, no Centro de Guarapari. Uma ambulância do Samu com UTI móvel já estava esperando. Assim que eles chegaram a equipe tentou novamente ressuscitar Bruna, mas não tiveram êxito.

“A médica que declarou o óbito explicou que tudo indicava que Bruna tenha sido vítima de um tromboembolismo venoso e que não tinha relação alguma com o mergulho. Poderia ter acontecido quando ela atravessava uma rua, por exemplo. Foi uma fatalidade. Com vinte anos de mergulho profissional em Guarapari, nunca ninguém sequer furou o pé com um ouriço”, lamentou o mergulhador.

O corpo de Bruna foi levado para a Unidade de pronto Atendimento do bairro Ipiranga. Até as 19h30 o corpo de Bruna ainda estava na Upa. O rabecão da Polícia Civil levará o corpo de Bruna para o DML de Vitória, onde passará por uma necrópsia para verificar os reais motivos da morte dela.