Stefano do Carmo Costa, Eliza Rangel Zuccon e Byanca Carvalho da Silva foram os alunos da rede municipal que se destacaram como os três melhores do estado do Espírito Santo na olimpíada de língua inglesa. Os estudantes, todos do ensino fundamental 2, ficaram entre os melhores na disputa com cerca de 8 mil alunos divididos em nível iniciante, intermediário e avançado.

A olimpíada de inglês ocorre todos os anos e competem alunos de diversas escolas e institutos, como os IF’s, escolas particulares, públicas e escolas americanas e britânicas (escolas com o ensino normal, porém voltadas para a língua inglesa) e, neste ano de 2020, ela ocorreu de maneira diferente, toda online, devido à pandemia. O objetivo é incentivar o estudo da língua estrangeira através de uma competição entre alunos.

alunos
Os alunos vencedores da olimpíada, da esquerda para a direita: Byanca, Stefano e Eliza.

O coordenador de língua inglesa do município, Thiago Cunha, explica que o objetivo da competição é fazer com que os jovens dependam cada vez menos dos cursinhos de inglês para aprender a língua.

“Foi muito difícil esse ano de pandemia, mas não deixamos de acreditar que o inglês pode significar uma capacitação para o futuro destes meninos, o mercado de trabalho exige isso. E a prefeitura se preocupa nesse sentido, em ter este trabalho de envolver o aluno. A meta da nossa rede é fazer com que o ensino de língua inglesa seja referência no município e que os alunos cada vez mais aprendam sem depender de um curso de inglês”, disse Thiago.

Que continua. “Ela é nacional e envolve de todas as redes do Brasil, Ifes, escolas particulares de grande renome, escolas internacionais, americanas, britânicas, Rio de Janeiro, São Paulo. Então, assim, nós acreditamos que os professores aqui do nosso município conseguiram grande resultado. Mesmo à distância, eles ensinaram através de um robô chamado ChatClass, que passava deveres e corrigia através do WhatsApp, foi dessa forma também que a olimpíada foi realizada, a gente realmente conseguiu criar um ambiente dinâmico e excelente para os alunos”.

Os alunos campeões também registraram a felicidade e contaram os objetivos que visaram para aprender o inglês.

“Então, eu comecei a estudar o inglês há nove meses, no início da quarentena, comecei a praticar bastante, também, com filmes, séries e isso me ajudou muito. Eu sempre tive interesse, mas eu realmente comecei a me dedicar no início da quarentena e quando o professor me convidou pra olimpíada, eu rapidamente aceitei. É um grande prazer eu ter conseguido essa vitória e eu fico muito feliz com isso. Ver que todos os esforços que foram feitos estão sendo recompensados”, disse Stefano, aluno do 9º ano da escola Presidente Costa e Silva.

Já Eliza, a aluno da escola Maria Ramalhete Correa, comentou. “Comecei a estudar o idioma porque eu me interessei mais em coisas de outras culturas, um dia eu quero fazer viagens internacionais e aprender mais sobre os outros países, por isso me dediquei tanto. Além das aulas eu também pesquisei na internet, vi vídeos, séries, filmes, tudo com o objetivo de aprender”.

Por fim, Byanca, a mais nova dos três e também estudante da escola Presidente Costa e Silva, falou sobre como se sentiu quando descobriu que ficou entre os melhores e como se preparou para as olimpíadas, dando destaque para a professora dela.

“Sempre gostei da língua, desde pequena eu escutava bastante música por causa das influências das minhas primas. Quando eu tinha sete anos, minha mãe decidiu me botar num curso de inglês, eu parei esse ano por causa da pandemia, mas pretendo voltar. Eu fiquei muito feliz quando recebi a notícia de que tinha ficado em terceiro lugar. Eu ficava estudando em casa e também com a ChatClass e as aulas de inglês da minha professora, que me ajudaram muito a cumprir esse objetivo”, disse Byanca.

Por fim, a Secretaria Municipal de Educação, representada pela supervisora técnico pedagógica, Naysa Taboada e pela pedagoga Glaucilene Azevedo Gomes Bezerra, também falou sobre a conquista dos jovens e disse que está preparando uma surpresa para premiar os alunos.

A equipe de profissionais responsáveis por treinar e capacitar os alunos.

“A Secretaria Municipal de Educação fica muito satisfeita pela conquista destes jovens. Vivemos um ano tão atípico e mesmo assim conseguimos ter bons resultados com nossos alunos, que tiveram base na rede municipal de educação. Isso é fruto de muito trabalho, dos professores, da equipe pedagógica, dos familiares, que estão ali acompanhando, mas também dos alunos que se dedicam para isso.

Todo sucesso é fruto de muito trabalho, a gente percebe a dedicação dessas crianças e da rede, que vem tendo ótimos resultados. Estamos planejando uma surpresa para os alunos, como forma de demonstrar que eles são valiosos e que o esforço deles não será esquecido”, finalizou a Secretaria.