O monumento turístico “#AmorES”, foi flagrado em um terreno da Avenida Praiana, na Praia do Morro. Ele foi instalado em 2016, no início da orla, em uma ação de publicidade do Governo do Estado. A presidente da Associação da Praia do Morro, Fátima Fonseca, reclama da situação de abandono em que o monumento está.

O monumento está em um terreno na Praia do Morro.

“Em 2016 ocorreu a primeira depredação, informei a prefeitura e não reparam. Entrei em contato então com a Secretária de Turismo do Estado que deu a manutenção. No ano passado sumiu a ‘#’, de novo entrei em contato com a prefeitura que não se manifestou, acionei a Sectur/Es que disse que a manutenção do monumento era de responsabilidade da prefeitura. Logo depois sumiu o ‘S’, e pela terceira vez liguei p prefeitura, mas nunca resolveu”

Fátima fala que não sabia o paradeiro do letreiro. “Nós achávamos que a Sectur-Es tinha vindo e recolhido o letreiro, porque estava perigoso do jeito que estava. Não sabíamos que ele estava abandonado desse jeito”, diz.

o letreiro foi instalado no início da orla da Praia do Morro.

Para ele, a prefeitura mantém os outros monumentos da Praia do Morro, mas negligência este fornecido pelo Governo do Estado. “Nós agradecemos a prefeitura que sempre repõem a pomba da paz da praça e restauraram a o Marlin. Mas esse monumento que é um ícone do turismo de Guarapari foi deixado de lado e não gostaríamos de saber o motivo”, questiona.

Fátima fala que a situação do monumento não é só de responsabilidade da prefeitura.  “As pessoas de fora sobem nele para tirar foto e acabem depredando o monumento, uma pessoa já chegou a cortar a perna nele. Porque ele não foi feito para isso. Tinha até uma placa nele escrito que era proibido subir, mas infelizmente as pessoas não respeitam”, afirma.

O Portal 27 procurou a prefeitura, que através de nota, informou que  “O  monumento Amores, sofreu ato de vandalismo, tendo sido recolhido para evitar acidentes no local. A Secretaria de Obras já possui procedimento administrativo em andamento visando visando a restauração do patrimônio. Tão breve o procedimento seja concluído será reinstalado.
Esta não é a primeira ocorrência de depredação do patrimônio, que já foi reformado outras vezes. Moradores e turistas podem colaborar com a manutenção evitando o mau uso ou depredando o objeto“, afirmou a prefeitura.

Comments are closed.