Dois cavalos morreram na noite desta segunda-feira (24), no bairro Kubitschek, por conta do ataque de abelhas. Os animais estavam presos em um terreno.

Segundo o Cabo Fabio Quirino, do Corpo de Bombeiros, não se sabe se as abelhas atacaram por conta dos movimentos dos cavalos ou por conta de frequentes queimas de mata, fato que pode ter assustado-as.

 “Os cavalos estavam amarrados lá em cima (se referindo ao terreno) e sendo atacados por abelhas, os moradores ouviram barulhos e os donos tentaram soltar. Um dos cavalos caiu tentando fugir do enxame”, diz Beto, proprietário do depósito de gás ao lado do local.

Após o cavalo cair, ainda vivo, indivíduos começaram a dar golpes de machado para terminar de matá-lo, mas não conseguiram e o cavalo continuou agonizando por um tempo até falecer.

O Cabo Fabio Quirino também ressaltou a importância da população estar informada sobre os órgãos que precisam procurar em casos de urgência. “Deveriam ter ligado para a Zoonose. Eles não podem tomar as providências por eles mesmos, sem falar que  segundo o código ambiental, matar animal é crime”, conclui.

O apicultor Alan esteve no local para tentar encontrar as abelhas, mas não conseguiu por estar muito escuro. Amanhã, a partir das 5h estará no local novamente.

Outro caso

“Se eu estou viva é primeiro por Deus e depois pelo meu carro”, diz Elza de Freitas, proprietária de um depósito de gás. Ela e seus três cachorros foram atacados na tarde de ontem (23).

 

Deixe seu comentário