A Eco101 vai liberar para o tráfego, nesta terça-feira (15), mais nove quilômetros de duplicação na BR-101/ES/BA, incluindo dois novos viadutos, que fazem parte das obras nos municípios de Viana, Vila Velha e Guarapari. As intervenções contam com investimentos na ordem de R$150 milhões e geraram, em média, 400 novos postos de trabalho, diretos e indiretos.

O novo trecho fica entre os quilômetros 314 e 323, e os viadutos localizados no trevo de Guarapari (km 335), e no distrito de Amarelos (km 321). Somados aos 15 quilômetros entregues em setembro e outubro de 2019, totalizam 24 quilômetros de pistas duplicadas neste trecho, que compreende 30 quilômetros demais serão liberados ainda neste semestre.

A solenidade foi realizada no novo viaduto que dá acesso ao município de Guarapari.

O governador do Estado, Renato Casagrande, participou da entrega das obras e durante sua fala, destacou a importância de mais um grande investimento para o Espírito Santo.

“A gente começa agora a desfrutar da duplicação. Mais alguns quilômetros e teremos a duplicação completa de um trecho importante entre Viana e Guarapari. Devido ao fluxo da BR, do turismo, de quem vai para as praias no litoral sul e para o Rio de Janeiro, vamos torcer que esta duplicação fique pronta ainda este ano. Que a obra deslanche e a rodovia seja duplicada até o Rio, o que fará uma integração maior entre os dois Estados, ajudando no desenvolvimento do Espírito Santo”, afirmou.

Toda a extensão do trecho conta com pista duplicada para cada sentido, separadas por canteiro central ou barreira de segurança de concreto. Durante os serviços, foram realizadas readequações da geometria da via para garantir mais segurança viária. De acordo com o diretor-superintendente da Eco101, Carlos Eduardo Xisto, para que as atividades fossem realizadas em segurança e de forma a minimizar os impactos na rodovia, os trechos estão sendo entregues de forma gradativa.

“A construção da nova pista precisou ser executada por etapas, pois ao longo das obras encontramos desafios que não estão presentes em outras partes da rodovia, como a necessidade de estabilizar o solo por conta da presença de água no local”, explicou. Ainda segundo Xisto, a medida técnica de segurança foi adotada para que não ocorram movimentações de solo que possam trazer riscos à nova rodovia e, consequentemente, aos motoristas.

Viadutos 

Os dois novos viadutos substituem os cruzamentos em nível que existiam no trecho. A estrutura localizada em Amarelos, no quilômetro 321 em Guarapari, possui o total de 10 vigas com 18 metros de comprimento e 19 toneladas cada. A partir de agora, veículos não precisam mais parar para entrar ou sair da BR-101/ES/BA ou para fazer movimentos de retorno e acesso aos bairros.

Já o viaduto localizado no trevo de Guarapari, no quilômetro 335, possui o total de 11 vigas com 25,8 metros de comprimento cada. A estrutura permite acesso seguro a Guarapari e ao distrito de Buenos Aires. Além disso, motoristas que desejam seguir pela rodovia não vão precisar parar os veículos, como era feito no antigo trevo.

De acordo com Xisto, esse era um dos viadutos mais esperados no Espírito Santo, pois Guarapari é uma cidade que recebe muitos turistas ao longo do ano, principalmente no verão. “A estrutura permite acesso à cidade e manobras seguras, além de aumentar a capacidade de tráfego no trecho”, informou.

Obra de duplicação em andamento

As equipes continuam trabalhando nos 6 quilômetros restantes entre Viana e Guarapari, que serão liberados para o tráfego ainda neste semestre, totalizando os 30 quilômetros previstos.

Além deste trecho, a concessionária retomou as obras de duplicação de 22 quilômetros entre Guarapari e Anchieta. Com investimentos na ordem de R$ 122 milhões, também serão construídos dois viadutos e quatro pontes ao longo do trecho.

Entregas

Além deste trecho de 9 quilômetros, a concessionária também entregou, em fevereiro deste ano, o viaduto localizado no quilômetro 305 da BR-101, que faz interseção com a BR-262. A nova estrutura, além de permitir acesso às regiões das montanhas do estado, a via é a principal conexão rodoviária com a região central do país, representando uma importante rota de escoamento e recebimento de produtos e mercadorias.

Nesta estrutura, modernizada e ampliada, além da interseção em desnível, foram construídas quatro alças direcionais que permitem acessos às rodovias federais de maneira segura, sem cruzamento de tráfego em nível. Além disso, por baixo do viaduto, a rodovia foi duplicada.

Somado a esses três viadutos (km 335, km 321 e km 305), que fazem parte das obras de duplicação de Viana a Guarapari, outras três estruturas foram construídas e liberadas ao tráfego pela concessionária, totalizando seis novos viadutos no trecho sul da BR-101/ES/BA. Eles estão localizados nos quilômetros 298, 298,5 e 302, em Viana.

Dentro do cronograma de obras e investimentos da concessionária, foram entregues até o momento: os trechos duplicados entre Viana e Guarapari (24 quilômetros), Anchieta (2,5 quilômetros), Ibiraçu (4,5 quilômetros), João Neiva (2,5 quilômetros), e o Contorno de Iconha (7,8 quilômetros). Contando com mais 6 quilômetros que serão liberados neste semestre, serão 47,3 quilômetros de pista duplicada na BR-101/ES/BA até o final de 2020.

Investimentos

Desde que assumiu a concessão, a Eco101 investiu na BR-101/ES/BA, R$ 1,7 bilhão em obras de modernização, melhorias e ampliação e serviços operacionais. Esses recursos foram aplicados no recapeamento da estrada existente, na recuperação de dispositivos de drenagem, na construção de 12 bases de atendimento aos usuários (todas com ambulância e guinchos), na reforma de seis postos e três delegacias para a PRF, no nivelamento de 100% da rodovia, na recuperação de sinalização horizontal e na substituição de 15 mil placas de sinalização.

Sobre a EcoRodovias

A EcoRodovias é uma das maiores empresas de infraestrutura rodoviária do Brasil e vem expandindo, ao longo dos últimos vinte anos, sua presença em corredores rodoviários de importação e exportação, bem como relevantes eixos turísticos do país. Atualmente, administra 10 concessões de rodovias, que somam mais de 3 mil quilômetros de extensão em oito estados nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do país. A EcoRodovias é também vencedora do leilão que definiu a concessão do trecho norte do Rodoanel Mário Covas (SP-021), em São Paulo. Além disso, gerencia dois ativos logísticos – um pátio regulador e um terminal portuário – que atendem ao Porto de Santos, o maior do Brasil.

Deixe seu comentário