Na avaliação dos passageiros, o Aeroporto está em primeiro lugar na categoria de aeroportos com até cinco milhões de passageiros por ano

Com excelente avaliação em pesquisas realizadas pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MTPA) e Infraero, o Aeroporto de Vitória – Eurico de Aguiar Salles colabora para o incremento do turismo no Estado. Na avaliação dos passageiros, o Aeroporto está em primeiro lugar na categoria de aeroportos com até cinco milhões de passageiros/ano e em segundo como mais bem avaliado da rede Infraero.

O secretário de Estado de Turismo Dorval Uliana elogia os índices alcançados. “Estes indicadores positivos agregam valor ao nosso Estado como destino turístico, colaboram para que novos investimentos sejam feitos e aumentam nosso fluxo. Com  isto, fortalece nosso trade turístico”, declara.

Aeroporto de Vitória – Foto: Infraero

Na classificação geral de todos aeroportos brasileiros, o Aeroporto de Vitória está em primeiro lugar em qualidade da sinalização do aeroporto, disponibilidade de assentos na sala de embarque, disponibilidade de vagas no estacionamento de veículos e custo-benefício dos produtos comerciais.

Já na pesquisa realizada pela Infraero, itens como tempo de espera na fila da inspeção de segurança, limpeza, qualidade da informação nos painéis das esteiras de restituição de bagagens e limpeza de sanitários são destaques.

A pesquisa

A “Pesquisa de Satisfação do Passageiro e de Desempenho Aeroportuário” é realizada pela Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) desde 2013 e avalia a experiência do passageiro em diversos itens de infraestrutura, atendimento e serviços, bem como monitora o desempenho de diferentes processos aeroportuários nos principais aeroportos do país.

A consulta é feita nos 20 terminais brasileiros responsáveis pela maior parte da movimentação de passageiros no país. Os viajantes são consultados sobre diferentes aspectos dos serviços oferecidos, indicando notas de 1 (“muito ruim”) a 5 (“muito bom”).

Com informações da Assessoria de Imprensa da Infraero/ES

Deixe seu comentário