No último sábado (19), às 3h, a equipe de Força Tática da Polícia Militar foi recebida a tiros de submetralhadora, em abordagem à festa clandestina no bairro Bela Vista, em Guarapari. O “Baile do Mandela”, como é conhecido, contava com a presença de mais de 500 pessoas, segundo o registro policial.

Denúncias. Inúmeras reclamações sobre o evento foram recebidas pelos militares, principalmente sobre o local e a realização do evento clandestino. Uma equipe seguiu até a rua onde acontecia a festa, com o objetivo de interrompê-la.

Segundo os policiais, a intenção no local era encontrar os organizadores para desligar o som e cessar o evento, mas, no momento em que passavam pela rua lateral de onde a festa ocorria, os militares foram recebidos a tiros, disparados por cinco bandidos, portando armas longas.

Nesse meio tempo, ocorreu uma troca de tiros entre a polícia e os bandidos. Entretanto, os criminosos se esconderam em um matagal e conseguiram fugir do conflito.

Submetralhadora. No local onde os criminosos estavam, os policiais encontraram uma submetralhadora caseira, um carregador com capacidade para 30 munições , sendo encontrado nele apenas 14 munições intactas de calibre .380, três munições de calibre .12 intactas e três cápsulas deflagradas de calibre .9 milímetros. Também foram encontradas drogas no local.

Baile do Mandela. Na localidade onde ocorria a festa, os policiais prenderam duas pessoas, que foram apontadas como os “donos do som”. De acordo com a equipe, essas pessoas foram detidas por desobediência, uma vez que a mesma equipe de militares havia passado na festa horas antes, informando que o baile não poderia acontecer.

Eles foram levados à Delegacia de Polícia Civil de Guarapari, juntamente com os materiais apreendidos. Participantes da festa testemunharam aos militares que, durante o baile, várias pessoas armadas e usando drogas foram vistas andando no meio da multidão.

Deixe seu comentário