“Me expuseram ao ridículo, meu constrangimento foi muito grande”. esse é o desabafo de Karlla Naynna, cantora de 35 anos, conta que foi à loja de cosméticos da qual era cliente há 15 anos a fim de comprar um creme de hidratação para seus cabelos, mas a história não acabou bem.

A cantora tinha hábito de hidratar seus cabelos, “sempre com produtos conhecidos”, mas no dia em que foi até a loja, não encontrou o que procurava. “Não gosto de me arriscar em marcas desconhecidas, sou comedida, no entanto, a vendedora ficou aproximadamente meia hora fazendo propaganda de um produto à base de banana, que dizia ser 100% natural e eu por ser cliente, resolvi experimentar”, afirmou.

Aplicação do produto. Ao aplicar o produto em casa, após lavar seus cabelos longos com o shampoo que utilizava costumeiramente, Karlla disse que o cabelo começou a embolar e a ficar duro. Não conseguindo resolver o problema em casa, a cantora quis enviar imagens pelo zap para a loja de cosméticos, mas pediram que ela comparecesse pessoalmente.

Cabelo de Karlla logo após aplicação do produto

Atendimento. Chegando à loja, Karlla conta que foi prontamente atendida pela proprietária da loja que se colocou à disposição para resolver o problema. A cantora queria ir ao salão, mas a dona do estabelecimento disse que não havia salão aberto e pediu para fazer um teste no cabelo dela com outro produto. “Quando vi, estavam mexendo no meu cabelo todo. Aplicaram vinagre de maçã, produtos para cabelos afro. Meu cabelo é liso, me fizeram de cobaia, ficaram brincando de salão no meu cabelo”, desabafou a cantora que permaneceu por quase sete horas na loja.

Acusação. “Em momento algum poderiam fazer aquilo, nem se aproveitar de um momento meu de abalo emocional e ficar mexendo no meu cabelo. Me senti uma ré em um tribunal, sendo ridicularizada”, afirmou Karlla ao relatar que foi acusada de ter ido à praia, e até mesmo ao ouvir que alguém havia feito macumba para ela, pois o produto indicado seria bom.

Polícia. Ao sair da loja, seu cabelo estava ainda mais embolado. A cantora se dirigiu à delegacia onde foi orientada a buscar informações sobre o produto na internet.  O produto foi apreendido pela Decon (Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor) para posterior análise.

Atendimento médico. Karlla foi ao dermatologista e foi orientada a cortar o cabelo. Segundo o médico, a cantora está com um problema chamado triconodose, que é a formação de nós nos cabelos em função do uso inadequado de algum produto químico.

Karlla foi ao dermatologista e foi orientada a cortar o cabelo.

A cantora afirmou ao Portal 27 que já precisou desmarcar inúmeros compromissos por causa do cabelo embolado. “Não estou dormindo direito, nem me alimentando, sofri prejuízos físicos e emocionais”. Segundo ela, mesmo com indicação médica, cortar continua sendo a última opção.

Ele diz que vai procurar ajuda de algum especialista. “Decidi tentar desembolar. Primeiro temos que descobrir o resultado da análise e gostaria de conversar com algum Engenheiro Químico, pois ele deve saber dizer o que reverte o efeito da fórmula dos produtos”, finalizou.

Contato. Caso algum leitor possa ajuda a karlla, pode entrar em contato com o Portal 27 pelo telefone (27) 9 9857.2727 (Whatsapp)

Deixe seu comentário

Comments are closed.