Um carro pegou fogo e ficou totalmente destruído ontem na Rodovia do Sol, na altura da entrada do bairro Portal Clube em Guarapari. O acidente aconteceu por volta do meio dia, quando o motorista seguia sentido Centro e parou o veículo embaixo de um radar eletrônico, por que o carro estava pegando fogo.

Ao perceber que o carro estava em chamas, o motorista parou o veículo na pista e saiu do carro.O veículo era movido a Gás Natural Veicular (GNV) o que dificultou o Corpo de Bombeiros a controlar o incêndio.

DSC08164
Veículo era movido a Gás Natural Veicular (GNV). Foto: reprodução TV Guarapari.

O trânsito na pista ficou interrompido e foi desviado para dentro do bairro, mas logo foi liberado. O motorista saiu sem nenhum ferimento.

Não houve briga. A reportagem do Portal27 recebeu a ligação da esposa do proprietário do carro, que nos informou que  seu marido, identificado como Walmir Gomes Morais, 48, que era o motorista do Ford Focos, placa, JLS-7031, estava sozinho no momento do acidente. Muito abalada, ela disse que ele não se feriu. Ainda de acordo com ela, a informação sobre briga de casal não procede.

DSC08169
O trânsito na pista ficou interrompido. Foto: reprodução TV Guarapari.

Batida. O portal 27 apurou que a PM recebeu a ligação de uma discussão de um homem e uma mulher, próximo ao carro em chamas. O que houve é que por causa do incêndio, o Focus ficou parado na pista, causando uma colisão com um carro Siena Prata, dirigido por uma mulher, placa MSV-3977. O carro que ela dirigia, bateu na traseira do Focus, mas não foi atingido pelas chamas. Os dois motoristas teriam discutido e por isso a PM teria sido chamada.

DSC08172
O Corpo de Bombeiros esteve no local para apagar o fogo. Foto: reprodução TV Guarapari;

O Corpo de Bombeiros esteve no local para apagar o fogo, usou até a água de um hidrante próximo para ajudar no combate ao incêndio. Segundo o sargento Edson Carriço, que coordenava a equipe, foi difícil controlar as chamas, por que o carro era movido a gás. “A causa do acidente só será apontada por uma perícia, no entanto, o fato do carro ser movido a gás dificultou a extinção do incêndio”, disse Carriço. O incêndio atraiu a atenção de curiosos, que se aglomeraram para entender o que havia acontecido.

 

Com informações de A Tribuna.