O Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) já se adequou à determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que – por meio da Resolução nº 650 – pede a impressão do código bidimensional, o já popular QR-Code, em todas as Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs). Este é mais um item de segurança a fim de evitar fraudes no documento.

“Nos dez primeiros dias do mês de maio, o órgão emitiu 9.818 CNHs com o QR-Code. A previsão é que em cinco anos todas as habilitações já contenham a nova tecnologia”, destacou o gerente Operacional do Detran|ES, Cleber Bongestab. Ele ressaltou ainda que não há previsão de reajuste nas taxas referentes à habilitação.

O QR-Code fica localizado no verso de toda CNH e ocupa um quadrado de 5 cm x 5 cm.

O QR-Code fica localizado no verso de toda CNH e ocupa um quadrado de 5 cm x 5 cm, todo na cor preta. Para a leitura do código – que é gerado automaticamente pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) – será necessário baixar o aplicativo Lince, criado pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), empresa pública que também cuida do banco de dados do Denatran. O aplicativo está disponível para os sistemas Android e iOS.

Com o aplicativo, será possível que os agentes de trânsito tenham acesso aos dados e foto do condutor, na hora da abordagem, e verifiquem se as informações no documento físico são as mesmas do banco de dados do Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach).

Mudanças na CNH

Desde janeiro deste ano, a CNH apresenta um novo design, a tarja que fica no topo do documento, que era azul esverdeada, passou a ser preta e a ter o mapa do Estado em que a CNH for emitida. No canto superior, um mapa do Brasil é impresso com tinta de variação óptica, que dificulta a falsificação da carteira. O fundo do documento é mais amarelado, e novos elementos de segurança (vistos apenas com luz ultravioleta ou negra) foram incluídos, como brasões da República e fios de microletras.

Deixe seu comentário