Um bairro que cresce com a força dos seus moradores. Portal Club, hoje um dos bairros que mais cresceu e cresce no município de Guarapari, mas todavia não possui sequer “status” de bairro.

Com inúmeros problemas, ainda assim, demonstra uma grande oportunidade para gerar emprego e renda, mas que sem a sua devida existência e sem o apoio da gestão municipal, fica isolado sem receber quaisquer benefícios, e ainda com o ônus da insegurança.

Gilmar Pinheiro, vereador, comerciante proprietário de uma mercearia, reside no bairro Jabaraí há 22 anos, e sua casa dá de fundos para o bairro Portal. Mesmo com a crise disse que ainda consegue sobreviver de seu comércio e alega que o bairro cresceu em pequenos negócios, mas carece de infraestrutura. Lembra que o bairro já teve uma unidade de saúde que não tem mais, ficou apenas no bairro vizinho Jabaraí.

A melhoria neste local foi no asfaltamento das ruas, mas precisa ainda de uma quadra poliesportiva que possa abraçar os jovens da região para seu lazer e que aguarda a conclusão da creche que o município já desapropriou o terreno que será de grande valia para a comunidade. Outro anseio grande da população é a drenagem do valão que passa no bairro e desemboca no mangue todo o esgoto da região não tratado.

Gilmar Pinheiro, vereador e Walmirene

Walmirene Santos Cruz, mais conhecida como Maria Presidente, líder comunitária, mora no Bairro Portal há 30 anos. Diz que o bairro melhorou apenas o asfaltamento e os comércios que abriram na região, mas que precisa de muitas melhorias, entre elas uma área de lazer para os jovens que não tem onde fazerem um esporte.

Gostaria também que tivesse um centro comunitário para poderem promover cursos profissionalizantes para os jovens e demais moradores a fim de tirá-los da ociosidade e proporcionar um futuro melhor a eles. Diz que umas das poucas oportunidades de emprego no bairro é o mercado do Dedé e os comércios pequenos que chegam na região. Acredita na conclusão da creche e lamenta a saída do posto, pois são bairros distintos.

Rogério Santos, o How como é conhecido, é morador do bairro há 27 anos e proprietário de uma barbearia e diz ser feliz onde mora e trabalha, mas gostaria de ter mais melhorias no bairro. Diz que a melhoria no bairro foi na questão do asfaltamento, pois antes muitas ruas eram de barro o que dificultava a vida da comunidade.

Alega que falta uma escola, uma creche, posto de saúde que não tem mais e reclama que com a saída do posto do bairro, tem que disputar vaga com a comunidade do bairro vizinho e que muitas vezes não tem ficha para todos. Gostaria que tivessem melhorado o posto e não tirado do bairro. Gostaria que tivesse uma escola, uma creche e a volta do posto para o bairro.

Rogério Santos, o How como é conhecido, é morador do bairro há 27 anos e proprietário de uma barbearia

Também diz que muitas ruas ainda sem asfalto, constam como asfaltadas nos registros do município, mas que não estão. Gostaria também de uma praça com área de lazer para os jovens, pois aos finais de semana não tem como fazer nenhum tipo de atividade e lazer na região. Reclama da repressão policial, pois o bairro já não tem nada e quando fazem uma festa a polícia vem e pede para parar.

Rodrigo Rodrigues Guimarães, comerciante e proprietário de loja de material elétrico, tem seu comércio há dois anos na entrada do bairro. Identifica como melhorias o asfaltamento no último ano. Também reclama que falta posto de saúde, espaço de lazer e creche devido ao bairro ter muitas crianças e suas mães não tem com quem deixar seus filhos, o que dificulta o emprego e renda das famílias.

Rodrigo Rodrigues Guimarães, comerciante e proprietário de loja de material elétrico.

Salatiel, comerciante no bairro, atua há 27 anos na região e diz que o que melhorou foi o asfaltamento das ruas e a vinda de alguns comércios para a região. Falta rede de esgoto e uma creche. Gostaria que tivesse uma área de lazer no bairro para as crianças e jovens poderem praticar esporte e lazer para sua diversão e assim não se envolver no mundo das drogas. Gostaria de mais policiamento aos finais de semana.

Dedé, é proprietário do Supermercado de mesmo nome no bairro.

Denilton Pilon, comerciante, mais conhecido como Dedé, é proprietário do Supermercado de mesmo nome no bairro. Mora no bairro desde 1992 e possui o comércio há 12 anos. Lembra que a situação do bairro era com iluminação precária, sem asfalto e muito mato nas ruas. Acredita que se melhorar a limpeza, a rede de esgoto precária, um posto policial e uma quadra de esportes ajudaria muito o bairro, pois com uma praça com quadra poliesportiva ajudaria muito em uma boa ocupação/atividade para os jovens.

Na sua área, diz que é difícil somente sobreviver do bairro, que precisa alcançar clientes de outros bairros da cidade também, e ao longo dos anos percebe que só não tem maior sucesso na captação por conta da insegurança geral que vivemos, e aqui não é diferente, relata. Percebe a expansão dos antigos e a vinda de novos comércios o que ajudou muito a comunidade que antes precisava buscar tudo fora. O bairro cresceu, o movimento de pessoas também, e acredita que, na sua visão, uma praça com uma quadra iria contribuir muito. Aguarda ansioso as melhorias prometidas para o bairro.

Luzia Fambre, estudante de serviço social e políticas públicas, natural da Bahia, mora no bairro há 22 anos. Veio morar em Guarapari para ter oportunidade de trabalho. Quando veio morar no bairro não tinha nada e tinha muita violência, mas diz que hoje melhorou. É um bairro movimentado e que atualmente tem um comércio razoável que facilitou a vida da comunidade bem como o asfalto também.

Diz ficar triste porque não tem como trabalhar com crianças e jovens no bairro por falta de local, também alega que a retirada do posto foi muito ruim para o bairro. Precisa de uma creche que a única que atende na região é no bairro vizinho Jabaraí ou para a creche alegria em Santa Mônica, o que dificulta muita a vida da comunidade, mas tem esperanças de ser construída a creche no bairro como já foi anunciada pela prefeitura municipal. Entende que uma das urgências é a área de lazer para promover uma melhor qualidade de vida aos jovens, crê que uma quadra ajudaria muito, pois tiraria os jovens do mau caminho podendo ter chances de se tornar um cidadão melhor.

Já seu esposo Leonardo Fambre, morador a quase 30 anos no bairro e diz que o bairro melhorou depois do asfalto e os comércios, melhorando a vida social proporcionando crescimento e renda a comunidade. Pensa que o que deve melhorar no bairro é a creche urgente, o retorno do posto de saúde e uma quadra de esporte. Leonardo tem um trabalho social com 82 crianças e jovens e alega que os jovens não tem um local para praticar esporte e lazer, pois entende que esse é um dos caminho para tirar os jovens do mau caminho. Atende jovens até 25 anos e percebe essa grande carência no bairro.

*Texto produzido por Jorge Egbert Weytingh Junior 

Resposta. Procuramos a prefeitura para saber se existe algum tipo de projeto para sanar as necessidades dos moradores ouvidos nesta publicação. Em resposta o município respondeu o seguinte:

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informa que na época em que foi construída a Unidade de Saúde do Jabaraí, os moradores do Portal Clube foram consultados e chegou-se a conclusão que os atendimentos dos moradores seriam realizados nessa unidade de Jabaraí, e até uma escadaria foi construída, ligando os dois bairros, para facilitar o acesso dos moradores.

A Semsa informa ainda que os moradores do Portal Clube possuem uma equipe de saúde para eles dentro da unidade, o local é amplo e oferece conforto no atendimento das demandas dos dois bairros. Atualmente o Portal Clube não possui contingente populacional para que se tenha uma unidade de saúde exclusiva para o bairro.

 
A Secretaria Municipal de Obras Públicas (Semop) e a Secretaria de Análise e Aprovação de Projetos (Semap) informam que não há projeto para construção de praça no local e a demanda dos moradores precisa ser colocada nas próximas reuniões do Orçamento Participativo.
 
A Gestão Municipal ressalta ainda que no bairro há previsão para construção de uma creche e o Portal Clube recebeu asfaltamento recentemente, conforme demanda da população.