Convidado para audiência, o diretor geral do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (DETRAN/ES), Fabiano Contarato, destaca que abordará uma discussão social.
Convidado para audiência, o diretor geral do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (DETRAN/ES), Fabiano Contarato, destaca que abordará uma discussão social.
Discutir a violência no trânsito e suas consequências para a população brasileira é essencial para traçar estratégias que venham reduzir o número de vítimas. Para debater o tema na Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados, em Brasília, o deputado federal Sergio Vidigal (PDT-ES) convidou o diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES), Fabiano Contarato.

A audiência que discute violência no trânsito e suas consequências acontecerá na próxima quinta-feira (2) às 10 horas. Vidigal explica que a motivação para a realização da discussão são os dados de acidentes com vítimas fatais no trânsito.

“Estatísticas fornecidas pelo Ministério da Saúde apontam que em 2014 foram 201 mil feridos hospitalizados e o seguro DPVAT em 2014, concedeu 52.200 indenizações por morte e 596 mil por invalidez. Grandes são os transtornos causados pelos acidentes de trânsito, que implica diretamente na incapacidade da força de trabalho da população, em muitos casos na fase mais produtiva de sua vida”, explica o deputado Sergio Vidigal.

É preciso contabilizar o prejuízo de cerca de R$ 40 bilhões gerados aos cofres públicos anualmente, de acordo com dados do IPEA, considerando-se todos os gastos envolvidos nessas ocorrências, principalmente os gastos na área da saúde, responsável pelo socorro, tratamento e reabilitação de vítimas. Dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram que o ano de 2014 terminou com 100.396 acidentes envolvendo feridos.

A audiência que discute violência no trânsito e suas consequências acontecerá na próxima quinta-feira (2) às 10 horas.
A audiência que discute violência no trânsito e suas consequências acontecerá na próxima quinta-feira (2) às 10 horas.

Em termos de acidentes com registro de óbito, houve 8.227 casos. “Essa audiência é de fundamental importância para que possamos discutir e apontar soluções que contribuam para o combate deste problema social que atinge a população de todas as idades”, ressalta Vidigal.

Convidado para audiência, o diretor geral do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (DETRAN/ES), Fabiano Contarato, destaca que abordará uma discussão social.

“Vamos debater a questão do uso de bebida alcóolica e substâncias de efeito análogo como causa no elevado índice de acidentes de trânsito, o que vem resultando em ocupação de mais de 70% dos leitos dos hospitais no setor de trauma e ortopedia”, conclui Contarato.

O presidente da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET), José Heverardo da Costa Montal e a diretora executiva da Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação, Lucia Willadino Braga também estão convidados para a audiência.

Com informações da assessoria de imprensa do deputado Sérgio Vidigal.