Por meio de nota, o Ministério da Saúde declarou que não considera que o primeiro caso do novo coronavírus surgiu no município de Guarapari, no Espírito Santo, como teria sido divulgado pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

No começo do mês de agosto, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), divulgou que teria identificado anticorpos da Covid-19 nas amostras de sangue de uma moradora de Guarapari, que realizou a doação de sangue no Centro de Hemoterapia e Hematologia do Espírito Santo (Hemoes) em fevereiro.

Por meio de nota, o Ministério da Saúde declarou que não considera que o primeiro caso do novo coronavírus surgiu no município de Guarapari, no Espírito Santo.

De acordo com o jornal impresso A Tribuna, o Ministério da Saúde, porém, desconsiderou esse caso. “O primeiro caso de Covid-19 no Brasil continua sendo o registrado no dia 26 de fevereiro e amplamente divulgado pelo Ministério da Saúde”, afirmou a pasta por meio de nota. Caso provado que a moradora de Guarapari fosse o primeiro caso registrado da doença no país, mostraria que o estado do Espírito Santo já contava com transmissões comunitárias antes do primeiro caso oficial considerado pelo Ministério da Saúde.

O secretário Nésio ainda afirmou no começo do mês que poderiam haver mais casos anteriores no estado. “Investigações que já estão em andamento podem apontar outros casos anteriores a esse no Espírito Santo. Ao longo das investigações essa informação será atualizada e devemos encontrar casos anteriores”, falou Nésio em transmissão oficial no dia 11 de agosto.

Por João Pedro Barbosa, estagiário.