Banner TOP
JB Padrão

Na tarde desta terça-feira (19) representantes do Hospital Francisco de Assis (HFA) foram à Câmara de Vereadores prestar esclarecimentos sobre as mortes de bebês ocorridas nos últimos meses e explicar o que tem sido feito para melhorar o atendimento aos pacientes.

A reunião foi realizada através de convocação da Comissão de Saúde da Casa de Leis, que atendeu o clamor popular.

A reunião foi realizada através de convocação da Comissão de Saúde da Casa de Leis, que atendeu o clamor popular. Através dos vereadores Dr. Rogério Zanon, presidente, Marcos Grijó, relator, e Zazá (membro), a diretoria do HFA deu diversas explicações sobre a estrutura e a forma de atendimento do hospital, inclusive um pouco da história da vinda da instituição para a cidade, na época em que ocorreram diversas mortes de recém nascidos no Hospital são Judas Tadeu, que o levou ao fechamento.

“Não tem cidade no Espírito Santo com a mesma população que Guarapari que tenha uma estrutura hospitalar materno-infantil melhor do que a nossa”, destacou o superintendente do HFA, Jailton Pedrosa.

Jailton também explicou que não poderia falar de casos individuais pois o código de ética médico e a legislação federal não permitem, fato que impediu que os vereadores pudessem entrar em detalhes sobre as mortes ocorridas recentemente.

Mas o presidente da comissão, vereador Dr. Rogério Zanon, que também é médico, lembrou dos números de mortes nos últimos anos no HFA e ponderou. “Em 2017 foram 17 mortes, em 2018 foram 18 óbitos e apenas em janeiro e fevereiro deste ano, já foram registradas seis mortes. Se fosse no São Judas já teriam colocado fogo no prédio”, declarou o vereador.

Em sua fala, o vereador Marcos Grijó lembrou que não é objetivo da comissão acabar com o HFA em Guarapari e sim que a forma como os pacientes são tratados que deve ser melhorada. “Precisamos de resolutividade”, disse.

Na galeria, diversos pais e apoiadores de famílias que perderam seus bebês no hospital levantaram faixas e cartazes para pedirem que os responsáveis fossem punidos.

Os representantes do HFA destacaram que já ocorreram demissões no quadro de médicos da instituição por causa de reclamações recorrentes e que trabalha para que o atendimento seja sempre melhorado.

“O HFA é muito importante para a nossa cidade e não queremos que ele encerre as atividades em Guarapari, longe disso, queremos que ele melhore. O próximo passo da comissão é fiscalizar o compromisso firmado aqui hoje de humanizar o atendimento aos pacientes. Se for necessário, voltaremos a chamá-los para dar explicações”, finalizou o vereador Rogério Zanon.

Institucional Basic Idiomas
Camara Municipal de Guarapari – Participe
Banner Marcelo

Institucional MAllagutti

6 COMENTÁRIOS

  1. Tentaram explicar, falaram, falaram e não disseram nada… Sabem por quê??? Pq são um bando de incompetentes e, ninguém, absolutamente ninguém admite a própria incompetência… Simples assim!!!

  2. Esse hospital tá deixando pessoas morrerem por causa do amiguinho do Edson ( aquele verme – Orly Gomes ), que o Edson ajudou colocar na prefeitura ).

  3. Essa eh a “CIDADE SAÚDE”
    Cambada de incopetentes desde da direção, médicos e enfermeiros…
    Vai morre mais se dempender desses profissionais de baixa categoria preitura ta pegamdo a laço para trabalhar para cuidar de vidas …
    Isso eh uma falta de respeito com a população nem remédio correto sabem receitar isso eeh pq nem um filho de prefeito e nem desses imcopetentes usa o HFA…
    População tem que se revoltar contra esses imcopetentes que se dizem médicos e enfermeiros!

  4. Hospital Francisco de Assis, O tão renomado Hospital infantil e maternidade de Guarapari “Cidade Saúde”, composto de muita incompetência, descaso, erros, profissionais que não trabalham em sintonia gerando uma série de transtornos, profissionais que realmente não estão nem aí para as crianças enfermos que ali estão. Total falta de respeito com gestantes, abusos constantes. Infelizmente você chega às 10 horas da manhã com um filho passando mal e somente vai ser atendido as 17 horas da tarde, enquanto isso alguns funcionários tomam café pelo menos 3 vezes, um absurdo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here