O ex-comerciante e caminhoneiro de 66 anos, Antônio Valdir Boldi, mais conhecido como Tibi, teve a morte confirmada na noite desta terça-feira. Tibi estava internado no Hospital Estadual Dr Jayme Santos Neves, na Serra, desde o dia 04 de outubro, após ter o corpo queimado em um incêndio.

Foram 30 dias de internação. Durante essa semana, os familiares informaram que ele chegou a apresentar uma melhora, mas voltou para a UTI e não resistiu. Tibi teve 42% do corpo queimado após o apartamento onde morava, em Guarapari, pegar fogo. Ele estava dormindo no momento do incêndio.

Durante essa semana, os familiares informaram que ele chegou a apresentar uma melhora, mas voltou para a UTI e não resistiu.

A queimadura foi de segundo e terceiro grau, e atingiu principalmente o rosto do caminhoeiro. Tibi que estava dormindo só acordou após inalar muita fumaça. Segundo os familiares, o fogo começou no quarto onde ele dormia, porque foi o cômodo mais afetado.

Tibi foi dono de um tradicional bar no Centro de Guarapari (Bar do Tibi), e era frequentado por pessoas de todos os cantos da cidade. Após fechar o bar com quem dividia com a antiga família, Tibi virou caminhoneiro e estava na estrada há mais de 15 anos.

O Bar do Tibi era um dos mais famosos na década de 90. Nessa época de eleição, candidatos realizavam comícios ali em frente. Em épocas de carnaval e copa do mundo, era ponto de concentração de muitos moradores da cidade.