As chuvas que atingem o ES além de destruição, causam mortes. Já são nove o número de pessoas mortas em virtude das chuvas. Entre os mortos, estão duas crianças que morreram soterradas após deslizamento de terra, uma em Iúna e outra em Conceição do Castelo.

Cachoeiro também está vivendo situação difícil.

Além delas outras sete pessoas morreram sendo 4 em Iconha e 3 em Alfredo Chaves. Além destas cidades que foram afetadas com as chuvas da semana passada, outros municípios das regiões sul e Caparaó do Espírito Santo foram intensamente afetados pela chuva da noite da última sexta-feira (24) e madrugada deste sábado (25).

A cidade que registrou maior acumulado de chuva, segundo a Defesa Civil, foi Irupi, seguido por Muniz Freire, Iúna, Venda Nova do Imigrante e Brejetuba. Cachoeiro tem vários pontos de alagamentos e pontes interditadas em razão da chuva

Desabrigados. Subiu para 3.800 o número de pessoas fora de casa por causa das chuvas no Estado, segundo informou a Defesa Civil Estadual no fim da manhã deste sábado (25). São 3.678 desalojados e 149 desabrigados. A situação mais crítica continua sendo Iconha, com 1.378 desabrigados e 22 desalojados, além de quatro mortes