A situação do salvamento Marítimo em Guarapari ganhou mais um episódio na manhã de hoje. Vários candidatos ao cargo de  guarda-vidas procuraram o Ministério Público para reclamar sobre algumas das exigências feitas pela administração municipal.

Eles foram orientados a procurar então a delegacia e registrar um boletim de ocorrência. Amanhã eles devem entrar com um mandado de segurança para suspender o edital.

Entre os itens questionados pelos candidatos, está a obrigatoriedade de apresentação de comprovante do Serviço de Proteção ao Crédito. Esta cláusula, que consta no item 5.1.4.4 de acordo com os candidatos vai de encontro à lei.

Os candidatos estão reclamando de alguns itens constantes no edital. foto: João Thomazelli/Portal 27
Os candidatos estão reclamando de alguns itens constantes no edital. foto: João Thomazelli/Portal 27

“Este tipo de exigência é inconstitucional e não pode ser item de eliminação em um concurso. Nós vamos fazer de tudo para que este e outros itens sejam retirados do edital”, declarou um dos candidatos, que por receio de ser prejudicado no processo de seleção, pediu para não ser identificado.

O item a que se referem os candidatos diz que:

Será ELIMINADO do Processo Seletivo, o candidato cuja Pesquisa sócio/funcional constatar qualquer envolvimento comprometedor passado ou presente, com:

Inadimplência em compromissos financeiros mediante consulta em órgãos de controle e proteção ao crédito;

treinamento guarda vidas pirambu (1)
O edital prevê a contratação de 50 guarda-vidas que atuarão nas praias de Guarapari

Outro ponto que está causando descontentamento entre os candidatos é o que diz que o interessado deve apresentar exame toxicológico, mas o edital não especifica qual o tipo de exame toxicológico (existem vários tipos).  “Um exame toxicológico pode custar mais de R$ 1.000,00. Se muitos estão desempregados, como poderiam pagar este valor?”, questionou outro candidato.

De acordo com o grupo que está levantando estas questões, amanhã pela manhã, vários candidatos ao cargo de guarda-vidas farão um ato de protesto em frente ao posto de salvamento número 2 da Praia do Morro. Ainda amanhã eles esperam conseguir o mandado de segurança para suspender o edital.

Confira a integra do edital aqui.

Resposta da Prefeitura

Questionada sobre as reclamações dos candidatos, a prefeitura enviou uma nota dizendo:

A exigência de nada consta do SPC – Serviço de Proteção ao Credito e SERASA – Centralizadora dos Serviços dos Bancos S/A trata-se de uma exigência de pesquisa sócio funcional, constante no subitem 5.1.4.6, do item 5.1.4, que trata da quarta etapa do certame, a qual será avaliada e acompanhada pelo CBMES, que consistirá em investigações a serem realizadas pela 1ª CIA do 5º dos candidatos com o ingresso no processo seletivo para contratação de Guarda-Vidas. 

O edital prevê recurso para manifestação.

Exame toxicológico

Trata-se de exames admissionais, os quais deverão ser custeados pelos participantes interessados.

Deixe seu comentário