Em reunião realizada na noite de segunda feira (15) em Guarapari, o deputado estadual Edson Magalhães (PMDB), afirmou vai sair do PMDB. O motivo seria o desgaste sofrido com os Borges para sua entrada no partido. “Se eles querem o partido, podem ficar com ele. Não vou brigar”, disse o deputado, segundo fontes ouvidas pelo portal 27.

EdsonDeputado
Edson diz que a situação dentro do PMDB, está insustentável. Foto: Divulgação.

De acordo com Edson, o estresse para a sua entrada no partido, brigando com Marquinhos Borges, presidente municipal e consequentemente tendo as suas contas julgadas e rejeitadas no Tribunal de Contas do Estado (TCES), pelo ex-deputado do PMDB e irmão de marquinhos, Sérgio Borges , deixou a sua situação dentro do PMDB insustentável.“Tenho vários partidos para ir”, afirmou.

Reunião Edson
Edson na reunião: “Tenho vários partidos para ir”, disse. Foto: Giselle Oliveira.

Durante a reunião, que contou com correligionários, ex-vereadores, lideranças e com os vereadores Ronaldo Tainha, Fernanda Mazelli (PSD), Oziel de Souza (PPS) e Serjão de Jabaraí (PMDB), Edson afirmou que as suas contas, julgadas irregulares pelo TCES, estão corretas. “Ele disse que vai provar que está tudo certo e que é candidato sim; pois tem sido muito bem recebido pela população nas ruas”, explicou outra fonte ouvida pelo portal 27.

De saída. Procurado por nossa equipe para confirmar a saída do PMDB, Edson confirmou que vai deixar o partido, mas não disse para qual sigla iria migrar. O deputado estaria analisando para poder decidir o seu destino e disputar as eleições.

Rádio. Na manhã desta quinta-feira (18) o deputado estará no programa “Falando Com o Povo” na Rádio Colina, para dar uma entrevista, onde deve explicar este e outros assuntos. O programa começa a partir das 8h00.

 

Deixe seu comentário