Os alunos do Ensino Médio do Maxime Centro Educacional tiveram uma aula diferente na manhã desta quarta-feira (12). Nada de sala de aula, tudo aconteceu no pátio da escola: o projeto “Maioridade Penal”, idealizado por um professor de História, trouxe exemplos de como isso funciona em diversos países ao redor do mundo, além de uma mesa redonda para debater o assunto.

Trabalhos debatidos e apresentados anteriormente em sala de aula tiveram espaço no evento, que levou informações importantes aos presentes. José Eduardo Ribeiro, professor e idealizador do projeto, explica que a ideia surgiu como uma forma de conscientizar o aluno sobre a maioridade penal, que vem sendo muito discutida na mídia.

maxime
Os alunos promoveram o seminário baseado nas discussões realizadas em sala de aula. Foto: Gessika Avila/Portal 27

“Comecei a falar em sala sobre maioridade penal e violência e vi que os alunos se encantaram com o tema. Então, eu resolvi dividir o Ensino Médio para trabalhar da seguinte forma: o 1º ano entrevistaria famílias e educadores, sob minha orientação, para discutir a abordagem do assunto no Brasil, enquanto o 2º ano analisaria o funcionamento da maioridade penal no mundo todo”, explica o professor.

José Eduardo ainda defende que a grande mudança não seria centrada em uma maioridade penal, mas em um projeto educacional de formação desses jovens.

O destaque do evento foi a mesa redonda, composta pela psicóloga e coordenadora de um projeto da Secretaria Municipal de Trabalho, Assistência e Cidadania (Setac), denominado “Novos Rumos”, Lorena Valadão, pelo também psicólogo e assessor do presidente do Iases, Gustavo Badaró, pelo Capitão Lourencini, do 10º BPMES, e por Luiza Maria Silva, 15 anos, aluna do 1º ano e representante dos estudantes.

Lorena falou um pouco sobre o projeto “Novos Rumos”, que recebe jovens  e adolescentes de 12 a 21 anos. “Nós recebemos esses adolescentes que cometeram algum ato infracional, e lá nós damos todo o suporte psicossocial a ele e ao familiar. Atualmente estamos atendendo 30 adolescentes”, conclui.

O professor José Eduardo orientou os alunos para o seminário. Foto: Gessika Avila/Portal 27
O professor José Eduardo orientou os alunos para o seminário. Foto: Gessika Avila/Portal 27

O evento conseguiu prender a atenção dos estudantes, que pareciam bem interessados no tema. A aluna Luiza Maria, que representou os alunos na mesa redonda, finaliza dizendo ser contra a redução da maioridade penal. Segundo ela, o Brasil não precisa de mais presos na cadeia, mas de educação.

André Garcia, secretário de Segurança Pública do Espírito Santo foi convidado para participar do evento. Devido a uma apreensão de drogas ocorrida de madrugada na Grande Vitória, o secretário teve que desmarcar de última hora.

*Por Gessika Avila

Deixe seu comentário