Uma escola modelo, com lagoa no pátio e cercada de vegetação. A imagem parece ideal para o ensino, mas não é o que acontece na escola a Maria Veloso Calmon, localizada no Bairro Camurugi, em Guarapari.

O Portal 27 recebeu diversas reclamações sobre as condições de segurança da escola e na tarde de hoje esteve no local e flagrou uma vaca bebendo água na lagoa que fica dentro do pátio da escola. Para que os alunos não caiam na lagoa existe uma cerca com tela, mas ela está caída ou danificada em vários pontos.

P1000154
Uma vaca bebe água dentro do pátio da escola Maria Veloso Calmon, em Camurugi. Foto: João Thomazelli – Portal 27

“Nada impede que um aluno caia na lagoa e se afogue. É muito perigoso. Há muito tempo a situação é esta e nada é feito”, desabafou um pai de aluno da escola que pediu para não ter o nome divulgado.

A cerca que fica na parte de trás da escola também está deteriorada, deixando a passagem aberta para que qualquer um entre na escola. Há relatos de bandidos fugindo da polícia que passaram por dentro do pátio da escola.

Não é a primeira vez que a escola Maria Veloso Calmon é alvo de reclamações por causa da segurança. Em 2011 o Ministério Público Estadual chegou a pedir a interdição da escola por falhas estruturais, como rachaduras nas paredes e infiltrações que poderiam colocar em risco os alunos.

P1000160
A cerca que fica entre os alunos e a lagoa está danificada: Foto: João Thomazelli – POrtal 27

Resposta da Prefeitura

Em nota a prefeitura de Guarapari respondeu que está ciente da situação e que está tomando providências.

“Ciente da situação e buscando solução para o caso, a Secretaria da Educação, através do Setor de Rede Física encaminhou solicitação à Secretaria de Projetos para realização de estudo do terreno, correspondente a 300 metros quadrados em área irregular (não plano). O projeto já encontra-se em andamento para a elaboração de Planilha de Custo e realização de Processo Licitatório para construção do muro”.

Deixe seu comentário