Sinal de progresso chega novamente ao Espírito Santo. No último sábado (24), em um evento que reuniu governadores do Sul e Sudeste do país no Palácio Anchieta, em Vitória, Natália Marcassa, Secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias do Ministério da Infraestrutura garantiu que a Vale fará o primeiro trecho da linha férrea que liga Cariacica a Ubu, em Anchieta.

Imagem ilustrativa

Segundo informações do jornal A Gazeta, a mineradora investirá R$3 bilhões nessa construção, orçamento feito pela própria Vale. Nos próximos anos, o Espírito Santo receberá ao todo um investimento de R$4 bilhões, somando o valor da mineradora ao da privatização da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa).

De acordo com a Secretária do Governo, o trecho da EF 118 que vai até Anchieta será feito pela empresa como contrapartida da renovação antecipada do contrato da Estrada de Ferro Vitória-Minas (EFVM). Nos próximos 30 anos, inclusive, segundo Natália Marcassa, a EFVM será toda recapacitada.

Segundo Marcassa, o contrato de renovação da EFVM ainda está passando por análise do Tribunal de Contas da União, mas é provável que o valor da outorga seja suficiente para que a Vale faça a obra do primeiro trecho da EF 118 e também da Fico (Ferrovia da Integração do Centro-Oeste, orçada em mais de R$2,7 bilhões).

A expectativa do Governo é que o contrato com a mineradora seja assinado até o final desse ano. Após isso, segundo a Secretária, os investimentos começarão. A obra entre Cariacica e Anchieta deve durar entre 4 e 5 anos. A ferrovia até o Rio de Janeiro terá 577 quilômetros, e o trecho inicial será de 72 quilômetros.

Deixe seu comentário