Chega ao fim hoje (15) o horário de verão que começou no dia 20 de outubro do ano passado. Quando os ponteiros marcarem 00h00, é a hora dos moradores do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e do Distrito Federal ajustarem os seus relógios.

À meia-noite de sábado para domingo (16) os relógios deverão ser atrasados em uma hora. Com  a volta dos ponteiros para às 23h de sábado, a noite deste final de semana terá uma hora a mais.
À meia-noite de sábado para domingo (16) os relógios deverão ser atrasados em uma hora. Com a volta dos ponteiros para às 23h de sábado, a noite deste final de semana terá uma hora a mais.

Segundo o  Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o horário de verão  teve uma redução de aproximadamente 4,1% da demanda por energia de ponta dos sistemas subsistema Sudeste/Centro-Oeste e Sul e uma economia de R$ 405 milhões. Na última temporada (2012/2013), o horário de verão resultou em economia de 4,5% no período de pico nos estados em que foi adotado. Mas, de acordo com o ONS, o principal benefício foi o aumento da segurança operacional.

Ainda segundo a ONS, enquanto os estados mencionados acima estavam no horário de verão, houve uma economia de R$: 405,00 milhões. A nota informa que a redução de 2.565 MW na demanda no horário de pico do consumo representa cerca de 4% do consumo médio de energia nas regiões,

Especialistas afirmam que a principal recomendação com o fim do horário de verão, é tentar manter os mesmos hábitos e a qualidade do sono. “O final do horário de verão é mais fácil do que o começo. O único problema é que no final do dia vai estar mais escuro e talvez o dia não renda tanto, talvez não dê pra fazer atividade física no final do dia. Mas não tem nenhum impacto na saúde”, afirma Arnaldo Lichtenstein, clínico geral do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

O estado que registrou a maior redução de demanda por energia no período foi São Paulo, com 1.027 MW. Em seguida estão Minas Gerais, com 319 MW, e o Rio de Janeiro, com 300 MW. o Espírito Santo ficou em quarto lugar com 75 MW (4,3%)

O próximo horário de verão 2014/2015 será no período de 19 de outubro de 2014 a 18 de fevereiro de 2015.

Deixe seu comentário