Manter a atenção dos alunos na sala de aula é um desafio diário para os professores. Quando se trata de alunos que cursam o ensino médio, fica ainda mais difícil. Mas professores da escola Dr. Silva Mello aos poucos estão conseguindo vencer este desafio.

Alunos trabalhando em projeto de Artes. Divulgação
Alunos trabalhando em projeto de Artes. Divulgação

Com uma abordagem diferente eles conseguiram envolver várias disciplinas e, principalmente os alunos, em um projeto de esculturas nas areias da praia. “Essa proposta diferenciada, a saída da sala de aula, a proposta de um conteúdo diferente fica para a vida do aluno”, explica a professora de Artes Fernanda da Silva Geraldo, uma das idealizadoras do projeto.

No começo deste ano, Fernanda e outros professores levaram os alunos dos terceiros anos para a praia.“Eles criaram as instalações de areia. Primeiro fizemos um estudo sobre as esculturas ao longo da história, depois uma contextualização com o cotidiano deles, as inquietações sobre os problemas sociais e depois eles foram para a praia construir as esculturas”, explica a professora.

eles usaram temas do cotidiano para esculpir na areia. Divulgação
Eles usaram temas do cotidiano para esculpir na areia. Divulgação

Ainda de acordo com ela, o trabalho envolveu outras disciplinas. “Nós conseguimos construir um diálogo bem produtivo com as outras disciplinas. Conseguimos envolver a Matemática, Física, Química, Geografia. Tudo fazendo esculturas na areia”, conta a professora Micaela Fraga, de Literatura.

O professor de Filosofia Cláudio Zamborlini conta ainda que este ano, com parceria da professora de Artes, vai fazer uma mostra fotográfica chamada “Fotografando Conceitos”. “Nós vamos passar os conceitos filosóficos para os alunos e eles vão transformar isso em imagem. A nossa intenção, depois da produção das fotografias é fazer uma exposição, mas para isso precisamos de parceiros”, declara.

Patrocínios

Professor Cláudio
“A escola pública tem excelentes profissionais”, conta Zamborlini

“A escola pública tem excelentes profissionais. Todo ano têm projetos espetaculares sendo executados pelos alunos, mas que são elaborados pelos professores. Um projeto que realizamos o ano passado sobre vídeo não pôde ser divulgado para a população, porque não conseguimos patrocinadores”, explica o professor Cláudio Zamborlini, que ensina Filosofia.

Os professores contam que muitas vezes os alunos deixam de participar de um passeio por falta de dinheiro para pagar a passagem. “Fizemos uma visita à Ufes e teve aluno que não pode ir porque não tinha como pagar. Certa vez uma aluna ficou uma semana sem vir para escola porque não tinha o dinheiro da passagem”, conta a professora Fernanda.

Apesar desta realidade social, os professores não desanimam e fazem de tudo para contornar a situação. Quem tiver interesse em ajudar nos projetos educacionais desenvolvidos pela escola, podem procurar os professores citados nesta reportagem na escola Dr. Silva |Mello ou ligar para o 99700-9262 e falar com o professor Cláudio.

 

Deixe seu comentário