A policia militar de Guarapari apreendeu um artefato explosivo que seria usado na guerra que se instaurou entre criminosos dos bairros Adalberto Simão Nader e São Gabriel. A bomba era revestida com pregos para causar mais danos. Duas pessoas foram presas.

A guerra entre criminosos dos bairros do São Gabriel e Adalberto Simão Nader ganhou mais um capítulo na noite desta quarta-feira (13). Depois da morte de um rapaz de 18 anos e de uma tentativa de homicídio, uma bomba foi apreendida pelo Grupo de Apoio Operacional (GAO) da Pm no bairro São José.

a bomba seria usada por bandidos do São Gabriel contra integrantes de uma quadrilha do Adalberto. Foto: João Thomazelli/Portal 27
A bomba, revestida de pregos, seria usada por um grupo do São Gabriel contra integrantes de uma quadrilha do Adalberto. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Os militares receberam a informação de agentes da Delegacia de Crimes Contra a Vida de Guarapari que um grupo de criminosos do bairro Adalberto estariam escondidos em uma casa em São José esperando para invadir o São Gabriel, que fica ao lado. Os policiais ficaram monitorando a casa aguardando a possível ação dos criminosos para prendê-los, mas por volta das 19 horas, ocorreu um apagão no bairro e em seguida uma moto CG preta passou pela viatura em alta velocidade.

A equipe do GAO foi atrás da moto e durante a fuga, o carona jogou o artefato fora, mas eles acabaram detidos e a bomba recuperada. Aos militares, eles contaram que iriam usar a bomba contra os criminosos do Adalberto, em represália à morte do jovem de 18 anos ocorrido na terça-feira.

José batista Suela Junior, 25, piloto da moto, e Crisnei Gomes Couto, 19, foram autuados em flagrante por Posse, detenção e fabricação de artefato explosivo. Como o crime não prevê fiança na delegacia, eles serão encaminhados ao CDP da cidade e comparecerão a uma audiência para saber se o juiz concede fiança ou se eles responderão pelo crime atrás das grades.

Deixe seu comentário