A vereadora Rosangela Loyola (PDT), que está afastada de suas funções por 180 dias, obteve um mandado de segurança da justiça que concede a sua volta para a Câmara Municipal de Guarapari. A decisão foi concedida pelo Juiz Gustavo Marçal da Silva e Silva, da Vara dos Feitos da Fazenda Pública de Guarapari.

vereadora, obteve um mandado de segurança da justiça que concede a sua volta para a Câmara.

Em seu despacho o juiz determinou  “a suspensão de procedimento administrativo recebido pela Câmara dos Vereadores de Guarapari (proc. nº 000434/219), e de qualquer outro procedimento daí decorrente, e (ii) determinação de retorno imediato da impetrante ao pleno exercício de suas funções, expedindo-se, para tanto o competente mandado de reintegração, a ser cumprido por oficial de justiça plantonista”

Volta hoje. O andado de segurança deve ser apresentada hoje na Câmara e a vereadora já estará de volta a sessão que acontece nesta quinta (14). E na pauta da sessão de hoje estão projetos polêmicos como a abertura da CPI da saúde da cidade. A vereadora, que é do grupo dos 6 vereadores da base do prefeito, deve votar contra a abertura dessa CPI da saúde.

Vice. A possível abertura da CPI da saúde, poderia afastar o prefeito Edson Magalhães por até 180 dias.  Caso o prefeito seja afastado, quem assume durante esse tempo é o vice Miguel Agrizzi, que conforme noticiamos, já pediu para deixar a secretaria de esportes e atuar somente como vice-prefeito. Se for comprovado que o prefeito não tem culpabilidade, ele pode voltar ao cargo ao fim dos 6 meses.

Deixe seu comentário

Comments are closed.