Os direitos da população em situação de rua e seu acesso as políticas públicas foi discutido pela terceira vez na reunião pública realizada na Câmara Municipal de Guarapari, nesta terça-feira (12).

A reunião, proposta pelo vereador Denizart Luiz (PSDB), contou com a presença dos vereadores, Dito Xaréu (SDD), Oziel de Souza (PSC) e Kamilla Rocha (DEM); da secretária de Trabalho e Assistência Social (Setac), Shirley Pereira; da secretária de Saúde, Alessandra Gaigher; a secretária adjunta, Célia Cristina Silva; a coordenadora do Centro Pop, Graça Grataroli; a educadora social Celimara Gonçalves e a psicóloga do Centro do Pop, Mônica Negrão.

A reunião, proposta pelo vereador Denizart Luiz (PSDB), contou com a presença dos vereadores, Dito Xaréu (SDD), Oziel de Souza (PSC) e Kamilla Rocha (DEM); da secretária de Trabalho e Assistência Social (Setac), Shirley Pereira; da secretária de Saúde, Alessandra Gaigher

Denizart afirmou que o município recebeu emenda de R$ 180 mil do Estado para a construção de um Centro de Referência Especializado de Assistência Social para População de Rua (Centro-Pop), que deve ser localizado em Perocão, e que a instalação do Centro-Pop e de um abrigo já haviam sido prometidas nas reuniões anteriores. “Queremos cobrar da prefeitura, através da secretária, a instalação do Centro-Pop. O local já foi destinado e a verba já chegou. Nós precisamos que ela seja utilizada e que o projeto comece a funcionar”, disse o parlamentar.

 A secretária de Assistência Social explicou que inicialmente o município transferiu a antiga Casa Dia, que era localizada no Ipiranga, para Santa Mônica e que agora atende como Centro-Pop. No local são oferecidos higiene pessoal, café da manhã, almoço e aqueles que possuem vícios em álcool e drogas e desejam se tratar são encaminhados para unidades terapêuticas. Já o Centro – Pop definitivo ainda será construído.

Denizart afirmou que o município recebeu emenda de R$ 180 mil do Estado para a construção de um Centro de Referência Especializado de Assistência Social para População de Rua (Centro-Pop)

“Estamos em fase licitatória. Teve uma empresa que ganhou a licitação e muito em breve a gente já começa a construção do Centro-Pop espaço físico porque equipe do Centro-Pop nós já temos. Implantando o Centro-Pop físico a gente passa pensar no abrigo, que também é uma exigência do MDS (Ministério do Ministério do Desenvolvimento Social)”, disse a secretária.

 Segundo Shirley, na baixa temporada Guarapari recebeu cerca de 80  pessoas em situação de rua e no verão o número subiu para 140.Essas pessoas não podem ser retiradas das ruas contra sua vontade, por isso, somente aquelas que aceitam ser recambiadas recebem passagem para retornar ao município de origem.

 A secretária de Saúde afirmou que a parceria entre a Setac e sua pasta resultou em uma melhoria no atendimento das pessoas em situação de rua e que existe uma programação anual em que são desenvolvidas ações voltadas para os moradores em situação de rua. “Esse trabalho é feito com muita dificuldade porque hoje a pessoa está em um endereço e amanhã ela muda. Por mais que nós conscientizamos o morador de rua que ele precisa dar continuidade ao tratamento, no outro dia nossa equipe já não acha mais ela no mesmo lugar. Então nossa maior dificuldade é fazer a continuidade do tratamento”, afirmou Alessandra.

Deixe seu comentário

Comments are closed.