Há pelo 15 dias manter a concentração na sala de aula não é uma tarefa fácil para os alunos da Escola Estadual Lyra Ribeiro dos Santos, em Kubistcheck.  O local está passando por uma reforma em pleno ano letivo e isso tem dificultado a vida dos estudantes.

Um pescador, que pediu para não ser identificado, é pai de uma aluna e relatou que a obra acontece dentro e fora da escola. “Eles estão fazendo a obra no muro e dentro da escola e as crianças ficam todas ali. Na hora da entrada os alunos tem que passar no meio da obra.  Eu tenho sobrinho e primo que estudam lá na parte da manhã, parente que estuda na parte da tarde também e minha filha que estuda lá.  Eles ficam no meio daquela zoada de máquina, e maquita”, disse ele.

O local está passando por uma reforma em pleno ano letivo. Foto Rafaela Patrício/Portal27

O pai da estudante disse ainda que além do barulho, os estudantes também são obrigados a conviver com a poeira e que sua sobrinha que também estuda lá chegou a passar mal. ” A obra acontece  na hora da aula, começa de manhã e vai até no final da tarde. Eles estão emassando lá dentro então  tem muita poeira. Minha sobrinha tem  problema de bronquite e até passou mal lá porque da poeira”.

Uma estudante do sétimo ano, que também não quis ser identificada,  revelou como é difícil estudar nessas condições. “Quase todo dia tem barulho na escola. É muito barulho, até os professores reclamam. Também tem muita poeira e cheiro de tinta”.

“É muito barulho, até os professores reclamam.”, disse uma aluna da escola.Foto Rafaela Patrício/Portal27

Preocupado com a segurança, o aprendizado  e saúde dos estudantes o pai cobrou providências. “O porteiro falou que a obra vai durar sete meses e não pode ficar assim com os estudantes lá dentro. A gente se preocupa com os filhos da gente. Se eles ficarem doentes, os professores mandam ficar em casa. A gente é que tem que cuidar e eles vão perder aula.  Alguém tem que fazer alguma coisa”.

ESCLARECIMENTOS: A Secretaria de Estado da Educação (Sedu) informou que a Escola Estadual Lyra Ribeiro Santos está passando por uma obra considerada grande, pois é de reforma geral da escola, no valor de mais de R$ 1 milhão, no qual somente no período das férias não seria possível ser finalizada.

De acordo com a diretora, Maria Celeste Oliveira, algumas ações já estão sendo realizadas para diminuir os impactos durantes as aulas, garantindo a velocidade da obra, mantendo a segurança e o bom funcionamento da escola. A diretora reforçou que se reunirá, novamente, com os pais e estudantes para mais esclarecimentos.