Para ter acesso a programas do Governo Federal como o ID Jovem, CNH social e Bolsa Família as pessoas precisam se cadastrar no CádÚnico. Mas, em Guarapari essa não tem sido uma tarefa fácil. Nos últimos dois dias mais de 200 pessoas dormiram na fila formada em frente à Central do Bolsa Família, no Itapebussu, para conseguir uma senha.

Segundo Lorrane, mais de 200 pessoas estavam na fila nesta terça-feira (03). Foto Internauta Portal 27

Uma dessas pessoas é a autônoma Lorrane Lima, de 25 anos. Ela contou que são distribuídas 150 senhas para que as pessoas se cadastrem ou recadastrem no CadÚnico, mas essa quantia não é suficiente. “São 150 senhas e na segunda tinha mais de 150 pessoas lá. Na terça tinha mais de 200. A demanda está muito grande para pouca senha”.

Lorrane está tentando se cadastrar para conseguir a Identidade Jovem há três meses e já relatou o problema para o Portal 27. Segundo a jovem, depois da matéria o número de atendimentos aumentou, mas ainda não é suficiente. Nesta terça-feira (03) ela só conseguiu a senha número 100 porque dormiu na fila, mas a senha só garantiu o atendimento que ficou marcado para o próximo dia 16.

“Na segunda fui, mas voltei porque às 6h já tinha esgotado as senhas. Tinham pessoas que desde às 19h do dia primeiro estavam na fila. Aí na terça fui às 3h para tentar de novo e consegui. Dessa vez teve gente que estava lá desde às 20h do dia dois. Tinha mulher grávida e mãe com criança de colo dormindo na fila para conseguir pegar uma senha”, relata Lorrane.

Lorrane relatou que apenas 150 senhas são distribuídas. Foto Internauta Portal 27

De acordo com a Jovem, uma vez por mês são liberadas as senhas para quem vai realizar o cadastro. Já para o recadastro são duas vezes ao mês. Ela revelou que se sente desrespeitada como cidadã tendo que passar por essa situação. “Acho que é uma falta de respeito com o cidadão. Eu tive que deixar meu filho pequeno com meu esposo em casa e sair de bicicleta da Praia do Riacho até a Rua da Marinha. Enfrentei o perigo de me acontecer alguma coisa no caminho e lá eu e as outras pessoas corremos o risco de sermos assaltados ou acontecer algum acidente lá na rua”.

O Portal 27 procurou a prefeitura para saber o que o município vai fazer para resolver o problema e foi informado que “Para acabar com as filas diárias a Secretaria Municipal de Trabalho, Assistência e Cidadania adotou um plano de trabalho já realizado em outros municípios, com agendamento para atendimento ao longo do mês. 

Todo início de mês ocorre abertura da agenda, sendo 30 agendamentos diários, o que inclui atualização de cadastro, novo cadastramento, transferência de cadastro (transferir benefício para outro município), ou seja, são aproximadamente 600 atendimentos mensais. Vale ressaltar que cada novo cadastramento leva em média de 40 a 60 minutos por conta do extenso caderno questionário obrigatório.

No turno vespertino (tarde) ocorrem os atendimentos exclusivos e preferências a idosos, gestantes, deficientes, visitas domiciliares referentes ao CadÚnico e visitas domiciliares por ordem judicial.

Novamente esclarecemos que não há distribuição de “senhas”. A numeração se refere apenas a controle de atendimento, o que também ajuda a evitar confusão.

Vale lembrar que é necessária a atualização anual de todo cadastro (CadÚnico), seja beneficiário ou não dos programas. Algo que as pessoas não costumam fazer e, quando ocorre algum programa do governo federal, com base no CadÚnico, acabam deixando para a última hora. 

Em 2017 este fato também pode ser verificado com o fornecimento da antena e conversor digital e do ID Jovem, quando houve grande movimento causado pela busca tardia da atualização dos cadastros.

No caso do programa mais recente, a CNH Social, é necessário que a pessoa esteja com o cadastro atualizado até fevereiro. Quem não fez a atualização a tempo, não será contemplado, conforme critérios do governo federal. Outro problema verificado é que muitas pessoas que não podem ser contempladas, ou seja, que possuem renda familiar superior à estipulada pelos programas, buscam o cadastramento.

É importante salientar que todas as pessoas, aproximadamente 150, que buscaram o CadÚnico/Bolsa Família ontem (03) tiveram seus atendimentos agendados para este mês”.