Ribero e Padua
Banner TOP
JB Padrão

Há quatro anos o jovem Kim Kataguri, de 22 anos, ajudou a fundar Movimento Brasil Livre (MBL) e a mobilizar milhões de pessoas em manifestações a favor da operação Lava Jato e o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff. Há seis meses da eleição ele continua propondo mudanças radicais no país como a privatização de estatais como a Petrobrás e a reforma no sistema penal.

Kim propõe a privatização da Petrobrás e mudanças no sistema penal. Foto: Rafaela Patrício

Kim é o coordenador nacional do MBL e participou do Simpósio Brasil 200 Guarapari, realizado no Guará Centro de Eventos, nesta segunda-feira (23). Na ocasião, ele afirmou que as bandeiras defendidas pelo movimento são justas e como exemplo citou a proposta de privatização da Petrobrás.

“Mais do que privatizar a Petrobrás para a gente ter uma gasolina sem imposto e mais barata é uma questão de justiça privatizar a Petrobrás ou é justo que a gente pague pela conta daquele que se tornou simplesmente um lugar de conchavo?”, questionou Kim.

Ele também incentivou outros jovens a participar da política.  “Acho que inspiração é a melhor maneira para a gente levar pessoas mais jovens para a política.  A partir do momento em que a gente prova que dá sim para entrar sem se envolver em esquemas e promover mudanças  sem se envolver em conchavos políticos acho que os jovens passam a ter mais esperança na política porque eles veem que é possível”.

Sistema Penal. Reforma previdenciária, parlamentarismo e voto distrital também são propostas do MBL.  Kim ressaltou a importância da reforma no sistema penal brasileiro.

“Uma reforma no sistema penal para que a pena, que já está prevista no código, seja cumprida sem que exista nenhum tipo de atenuante para que o criminoso cumpra só um sexto da pena e saía da cadeia e ao mesmo tempo melhorar a estrutura das polícias para que elas possam prevenir, reprimir e investigar os crimes na mesma corporação como já acontece nos países desenvolvidos e aqui é fragmentado entre a Civil e Militar”, disse o coordenador nacional do MBL.

Ressocialização. O jovem também fez críticas a forma de ressocialização dos presos. “Acho que é uma função secundária. Mas antes de tudo é preciso ter o criminoso. Não adianta falar em ressocialização quando o Brasil nem prende e quando os presídios são administrados pelo PCC. Um único exemplo de presídio administrado por parceria público privada  fica em Ribeirão das Neves em  que o índice de reincidência é muito menor porque os presos aprendem lá dentro uma profissão e muitas vezes  saem empregados. Neste tipo de ressocialização eu acredito, mas não é este tipo de ressocialização que vem sendo pregado. A  ressocialização que se fala na esquerda é aquela em que nem se deve prender para que ele por alguma medida socioeducativa irá ser reintegrar na sociedade. Isto eu não acredito e é isto que está resultando em tantos assassinatos por ano”, finalizou Kim.

Ideally
Camara Municipal de Guarapari – Participe

Banner Marcelo
Institucional MAllagutti

2 COMENTÁRIOS

  1. Pelo amor de Deus!! Deveriam proibir P%TIS¨[email protected] sem cérebro de comentaram asneiras, pois eles só defendem seus comparsas e criticam os outros sem fundamento algum. E outra. A esquerda tem mania de chamar os brasileiros de fascistas, porém são eles que odeiam quem pensam diferente deles. Os brasileiros querem que de 4 em 4 ano haja uma mudança de poder para que a democracia seja efetiva. Eles porém defendem uma ditadura de seu partido. Que bom que o brasileiro está acordando.

  2. Este sujeito é um imbecil sem precedentes.Neófito metido a entender de política.Só fala e faz m….,seus pensamentos são desconexos e lunáticos no mundo global.Política se faz com habilidade e inteligência.Seus seguidores estão batendo panela agora? Ajudou junto com aecim do pó e sua corja instituir o ódio entre as pessoas que divergem em seus pensamentos e digo mais, um País com um povo sem intelecto(com exceções é lógico) não anda! Se estivesse aí o debate ia pegar fogo! Mané.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here