As chuvas que caíram nas últimas semanas em Guarapari ajudaram a encher novamente os rios da cidade, que estavam com níveis em estado crítico. Mas isto não quer dizer que o cidadão deve parar de economizar e desperdiçar água. As fontes que abastecem os rios da cidade são frágeis e não dão conta de suprir a demanda dos moradores.

SAMSUNG CAMERA PICTURES
As fontes que abastecem os rios da cidade são frágeis e não dão conta de suprir a demanda dos moradores. Foto: João Thomazelli/Portal27

A primeira impressão ao chegar na área de captação de água da Companhia Espirito Santense de Saneamento (Cesan) no rio Jabuti é que tudo está como deveria. O rio está cheio, mesmo com o alto número de turistas na cidade, não há problemas de abastecimento… Mas é só a primeira impressão, pois no começo da conversa com o gestor da Divisão Litorânea da Cesan, Thiago Furtado, logo percebemos que as coisas não são tão simples.

Thiago Furtado e Nadja Gorza, da Cesan, mostram a barragem do rio Jabuti cheia. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Thiago Furtado e Nadja Gorza, da Cesan, mostram a barragem do rio Jabuti cheia. Foto: João Thomazelli/Portal 27

“É até perigoso fazer uma reportagem sobre os rios cheios pois a população vai achar que está tudo bem. Que não precisa mais se preocupar com o desperdício e é justamente isso que queremos evitar. Os mananciais de Guarapari são muito frágeis e altamente dependente da chuva”, explica Furtado.

Na tarde de hoje, um dos mananciais que fornecem água para Guarapari estava fora de operação. O sistema Benevente estava desligado e apenas os rios Jabuti e Conceição forneciam os 400 litros de água por segundo para abastecer o  município, mas esta não é a realidade do dia a dia de Guarapari. A cada dia dependemos mais da água que é trazida pela Cesan através de tubulação. O Sistema Benevente capta água do rio Benevente na altura da localidade de Jabaquara e a faz chegar em Guarapari.

rio jabuti
Rio Jabuti está cheio devido às últimas chuvas, mas situação só deve durar alguns dias. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Há pouco mais de um mês, o Portal 27 publicou uma reportagem explicando que com o baixo volume dos dois rios da cidade, era o Sistema Beneventes que estava suprindo a demanda de Guarapari. O que era uma operação para ser usada em tempo de emergência, como no Réveillon e Carnaval, se tornou a unica forma para abastecer a cidade nos últimos anos, já que as mudanças climáticas estão afetando diretamente os pequenos rios Guarapari.

A previsão meteorológica prevê que o mês de outubro será de chuva, mas Thiago faz questão de ressaltar que são apenas previsões. “Com todos estes fenômenos climáticos como o El Niño e La Ninã as previsões não podem ser levadas como algo concreto, mas como previsões mesmo, por isso é importante que a população continue observando as dicas de economia de água”.

Reservatório vai ajudar no abastecimento

Até o final do ano um reservatório com capacidade para quase seis milhões de litros de água deverá ficar pronto. Este reservatório vai ajudar a resolver problemas de abastecimento no verão, quando as Cesan está distribuindo água, mas por causa da baixa pressão na linha de distribuição, muitos bairros não recebem água. Com o começo da operação deste reservatório estes problemas deverão ser minimizados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!