Helicóptero da Polícia Militar fazendo buscas na área para tentar localizar os assaltantes. Foto: whatsapp.

Na manhã desta quarta-feira, dia 01 de fevereiro, policiais e até um helicóptero da PM realizaram buscas no Morro da Pescaria, na área da Praia da Cerca. Segundo a polícia, a movimentação que assustou moradores e banhistas, era para localizar dois homens assaltaram e espancaram o microempresário José Lauro de Oliveira, de 47 anos.

Ainda de acordo com a polícia, a vítima estava com seu carro, um Cruze Branco, estacionado próximo a sua casa, na Praia do Morro, quando foi abordada pelos assaltantes.

Além de roubar o veículo, o celular e a carteira do microempresário, os criminosos o levaram para dentro de casa para tentar pegar dinheiro, mas como não encontraram nada espancaram a vítima.

A polícia foi acionada e no momento em que os policiais passavam com uma viatura pela Rodovia ES 60, próxima ao 10º Batalhão da Polícia Militar, um carro com as mesmas características do veículo roubado passou no sentido contrário.

Policiais fizeram buscas pela área, mas os criminosos conseguiram fugir. Foto: whatsapp.

Os policiais começaram a seguir o carro e para tentar fugir os assaltantes entraram na Avenida Copacabana, na Praia do Morro, mas como esta é uma rua sem saída eles acabaram batendo o carro. Em seguida os dois homens pularam o muro que dá acesso à Praia da Cerca e entraram na mata.

Em seguida teve início uma troca de tiros, os policiais pediram reforço e até o helicóptero Harpia da PM veio de Vitória para tentar localizar os ladrões na mata. Mas os policiais só conseguiram encontrar roupas e um boné e a polícia acredita que os criminosos deixaram no local para poderem se misturar com os banhistas e acabaram não sendo encontrados.

Dentro do veículo a polícia encontrou documentos e o celular de José Lauro. Ele foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e depois levado para um hospital particular da cidade, mas como o seu estado de saúde piorou foi transferido para o Hospital São Lucas, em Vitória.

Após baterem, os assaltantes abandonaram o veículo. Dentro do carro a polícia localizou documentos e o celular da vítima.

A esposa da vítima, que pediu para não ser identificada, relatou que ele está muito machucado, inchado, com os olhos completamente fechados, mas não teve nenhuma hemorragia interna e por isso, já teve alta. Ela disse ainda que ainda não conseguiu conversar com o marido porque ele está medicado e muito confuso, mas que acredita que ele tenha reagido ao assalto.

“Ele é daqui e eu moro na cidade há 25 anos, mas nunca tive esse tipo de problema. Sei que existe violência, mas isso nunca tinha acontecido com alguém tão próximo. A sensação é de insegurança, apesar de ver que a cidade está com muito policiamento”.

Segundo a polícia, as imagens da área serão analisadas para tentar identificar os assaltantes.

Deixe seu comentário

Comments are closed.