Afastada por até 180 dias de suas funções junto à Câmara Municipal de Guarapari, depois da sessão da tarde de hoje (28), onde foi aberto um processo de investigação (CPI) para apurar acusações vazadas em um áudio, a vereadora Rosângela Loyola (PDT), se explicou para os colegas em plenário e também para a imprensa. 

“Não citei nome de nenhum vereador”. A vereadora concedeu entrevista à imprensa  ao ser questionada acerca da denúncia feita contra ela, Rosângela afirmou que sai de cabeça erguida, porque não tem nada a temer. “Como eu falei anteriormente, não citei nome de nenhum vereador, ou presidente, eu só falei que no nosso Brasil realmente as políticas precisam ser melhoradas e questionei junto com a população a dificuldade que um vereador tem para poder levar as demandas para a comunidade”, disse ela.

Vereadora recebeu o apoio dos seus colegas da base do prefeito. Wendel Lima, Dito Xaréu, Sandro Bigossi e Zé Preto. Foto. Portal 27.

Feliz. A vereadora afirmou que “estou saindo agora de cabeça erguida, feliz da vida, porque eu não tenho nada a temer, eu não devo nada, eu só tenho uma coisa a fazer – trabalhar em prol da população”, afirmou a vereadora.

Nossa equipe perguntou à vereadora se ela julga injusto o processo que prevê seu afastamento por até 180 dias: “Olha, entenda como eles quiserem. Eu acho que o povo vai julgar se realmente é uma injustiça”, afirmou. 

CPI. Quando questionada se irá participar de todas as reuniões da comissão formada pelos vereadores Lennon Monjardim (PTN), Dito Xaréu (SD) e Rogério Zanon (PSB), a vereadora afirmou que sim: “com certeza, por que não? Eu não tenho nada a esconder, muito pelo contrário”, falou. 

Volta. O Portal 27 também perguntou à vereadora como ela vê as declarações: “não sabia que o mundo político era dessa forma, mas hoje eu percebo que é tudo muito diferente. Política é assim mesmo, é cada um fazendo sua parte. Não estou aqui para ofender ninguém, muito pelo contrário, gosto de todos os vereadores, sou parceira e vou continuar sendo. Cada um tem sua opinião”, afirmou Rosângela que espera estar de volta, “se for da permissão de Deus e da virgem Maria”, mas disse que se não voltar, estará de “cabeça erguida” do mesmo jeito, finalizou. 

Deixe seu comentário

Comments are closed.