Após o afastamento da vereadora Rosângela Loyola (PDT) no último dia 28 de fevereiro, que foi considerado uma “bomba” na política da cidade. Uma outra pode estar pronta para explodir a qualquer momento.

O Portal 27 obteve a informação que no final do dia de ontem (8), uma denúncia documental foi protocolada na Câmara Municipal de Guarapari, pedindo a abertura de uma CPI na Saúde da cidade. Tentamos apurar que tipo de denúncias seriam essas e qual o teor deste documento, mas não foi possível saber mais detalhes devido ao final de semana sem expediente no Legislativo.  

Bomb

Segunda. Procuramos a assessoria de comunicação da Câmara para tentar confirmar se esse documento foi realmente protocolado, mas fomos informados que essa confirmação só pode acontecer na segunda-feira (11).

Efeitos. Se a primeira bomba explodiu internamente na Câmara e detonou apenas a vereadora Rosângela, esta segunda, dependendo da potência da denúncia, teria efeito mais amplo e poderia atingir diretamente a prefeitura, que é quem faz a gestão da saúde.

CPI. A denúncia precisa ser recebida, analisada e então colocada na pauta da Câmara para ser apreciada pelos vereadores. Na terça-feira (12) haverá sessão, mas não se sabe se essa denúncia seria lida nesta ou na sessão de quinta-feira (14).

Também não se sabe se essas denúncias têm base explosiva para gerar a abertura de uma CPI e o afastamento de algum envolvido, ou se seria apenas festim, gerando somente desgastes para a prefeitura. O que se sabe é que explodindo ou não, a semana será de fortes emoções nos bastidores políticos de Guarapari.

Deixe seu comentário

Comments are closed.