“A sua chamada está sendo encaminhada para a caixa postal”. É o que boa parte dos moradores de Guarapari estão ouvindo nos últimos meses deste ano, quando tentam realizar alguma chamada através do telefone celular. Apesar da empresa campeã de reclamações, a vivo, ter instalado sete novas antenas na cidade, as reclamações continuam.

O estudante Rafael dos Santos, 18 anos, mora no bairro Aeroporto e estuda no Centro da cidade. Segundo ele, todas as vezes que ele está no Centro, sofre com as interferências nas chamadas. Ele diz que precisa tentar várias vezes para conseguir falar com a sua mãe, que está no mesmo bairro onde ele estuda.

DSC_0013
O estudante Rafael dos Santos, é um dos que sofre com as interferências nas chamadas. Foto: Vinícius Rangel

De acordo com dados do Órgão de Proteção e Defesa do Consumidor no Espírito Santo, o Procon, até o mês passado a operadora Vivo recebeu 870 reclamações. No ano passado ela sofreu 2446 reclamações. A empresa afirma que desde o primeiro semestre deste ano instalou sete novas antenas para a melhoria do serviço oferecido na cidade.

Ainda segundo a empresa, ela adota a prática de compartilhamento de infraestrutura com outras operadoras, ou seja, utilizou-se do espaço de terceiros para instalar novas antenas no balneário. Até o fim deste ano, outras três antenas entrarão em operação do total de dez previstas no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado com o Ministério Público do Espírito Santo em dezembro do ano passado. Em relação às reclamações de sinal de telefonia, a Vivo informou, através de nota, que não foi identificado nenhum problema de sinal específico em Guarapari.

Deixe seu comentário