Paralisadas desde o dia 15 de outubro de 2018, as obras do Hospital e Maternidade Cidade Saúde ainda não tem previsão para voltar. Na manhã da última quinta feira (3), a empresa responsável pelas obras do hospital de Guarapari fez reunião com os 20 operários que ainda estão contratados, para falar da possível demissão nos próximos dias, caso a obra não seja retomada.

Encargos. Desde que as obras foram suspensas, em virtude da falta de repasses financeiros da Caixa Econômica, a empresa está pagando os encargos sociais, tributos e vale alimentação dos operários, mas sem uma previsão de retomada das obras, a construtora não vai poder continuar arcando com as despesas.

Sem uma previsão de retomada das obras, a construtora não vai poder continuar arcando com as despesas.

Estrutura. Mas a denúncia mais contundente veio do secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, Paulo César Borba Peres. De acordo com ele, a atual estrutura está comprometida por causa do tempo parado e se as escoras que estão dando sustentação forem retiradas, a estrutura pode vir abaixo.

“o que está mantendo aquela estrutura de pé são as escoras”, disse Paulo. Reprodução TV Guarapari.

Em conversa na tarde de ontem(4) com a reportagem do Portal 27, Borba explicou melhor a situação. “Como a ação da maresia em Guarapari é muito forte e a obra está parada, as ferragens das vigas estão apodrecendo, estourando o concreto. Além disso, como algumas paredes foram retiradas para adequação do projeto, hoje o que está mantendo aquela estrutura de pé são as escoras. Para piorar a situação da empresa, as escoras são alugadas, o que está aumentando os custos”, explicou.

Prejuízos. Paulo César disse ainda que caso a empresa tenha que demitir os atuais funcionários, os prejuízos serão ainda maiores. “Aqueles operários que estão lá conhecem bem a estrutura. Se por um acaso eles tenham que ser demitidos, depois será gasto mais tempo para que outros possam ser treinados para trabalhar naquela estrutura. Vamos tentar marcar uma reunião com o prefeito para mostrar a situação e confirmar se de fato as obras serão retomadas logo”, disse o secretário.

Resposta. Procuramos a prefeitura para que ela nos explicasse a situação e nos passasse um posicionamento sobre as obras do hospital e recebemos a resposta de que “A Prefeitura informa que a documentação já foi encaminhada e agora o município aguarda a liberação da Caixa Econômica Federal e que o escoramento necessário para a realização da obra de reforço estrutural já foi realizado”

Deixe seu comentário

Comments are closed.