Duas obras importantes foram anunciadas na reunião extraordinária de hoje do Conselho Municipal de Saúde de Guarapari. Depois de sete anos, será retomada a obra da unidade de saúde de Kubitschek. E a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) será reformada. É o que afirmou a presidente da entidade, Alessandra Gaigher – que também é secretária Municipal de Saúde.

Obra do posto de saúde se arrasta por mais de sete anos.

O primeiro contrato da obra do posto de saúde foi assinado em 2010. O investimento inicial era de R$ 493.149,52. E a previsão de conclusão era de um ano. A nova licitação foi publicada no dia 31 de julho no Diário Oficial do Estado (DIO). A empresa ganhadora para conclusão das obras é a Avanci e Azevedo Construtora.O valor ficou em R$ 858.940,32. De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, o prazo de entrega é de seis meses a partir da assinatura do contrato que deve acontecer na próxima semana.

Já a empresa que ganhou a licitação para a reforma da UPA foi a ACE Construtora Ltda-ME. O resultado do processo licitatório foi publicado no dia 18 de julho no Diário Oficial do Estado (DIO). Será um investimento de R$ 120.941,75. Segundo Alessandra, o município está vendo com a empresa a melhor forma de realizar a obra sem comprometer o funcionamento da unidade. A assessoria de comunicação da prefeitura informou que o prazo de entrega é de quatro meses a partir da assinatura do contrato, que também deve acontecer na próxima semana.

Reforma da UPA vai custar R$ 120 mil aos cofres públicos.

Além disso, a presidente também contou que o processo de contratação de segurança já está em fase de finalização. De acordo com o edital, haverá serviço de vigilância armada e desarmada no local, conforme consta no Diário Oficial dos Municípios do Espírito Santo. A assessoria de comunicação da prefeitura ainda completou que a empresa terá de oferecer segurança 24h na UPA.

Outra novidade é a instalação do ponto biométrico na unidade, porém ainda falta a configuração. Alessandra informou que o ortopedista deve começar a atender na semana que vem na UPA. Quanto aos remédios que estavam faltando, a assessoria de comunicação informou que as empresas assinaram os contratos nesta semana e que agora têm até 15 dias para efetuar a entrega.

Alessandra ainda disse que uma médica assumiu o cargo através do concurso público e que vai fazer plantão na UPA e completar a carga horária na unidade de saúde de Meaípe – às terças de manhã e às sextas à tarde. E que o seguro das três ambulâncias da saúde e do Centro de Controle Zoonozes (CCZ) serão finalizadas na semana que vem.

E as obras não param por aí, outra que ainda deve começar neste ano é da unidade de saúde Dr. Roberto Calmon. Mas, para isso, a prefeitura está analisando a melhor forma de remanejamento do atendimento. Uma alternativa seria alugar o São Judas. Essa obra está inclusa no Orçamento Participativo e no Plano Plurianual (PPA).

Deixe seu comentário

Comments are closed.