Equipes de policiais civis da Divisão Especializada de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio de Vitória e da EDP, distribuidora de energia elétrica do Espírito Santo, realizaram na manhã desta terça-feira, dia 23, uma inspeção  de combate ao furto  de energia elétrica em um depósito de pescados no bairro Olaria, em Guarapari.

Furto de energia é crime, conforme previsto na legislação

Furto. No local os peritos constataram uma  fraude no medidor, além de uma ligação direta na rede elétrica da Distribuidora, caracterizando furto. Diante do flagrante, a responsável foi conduzida para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Guarapari, para as medidas cabíveis.

Crime. O furto de energia é crime previsto no Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, que dispõe: “Subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel: pena de reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa”.

Cobrança. Além do processo criminal, a proprietária do local, que possuía câmaras frias para depósito de pescados, irá arcar com a cobrança de toda energia não faturada durante o período da irregularidade e o custo administrativo, conforme a regra da Resolução ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica.

A EDP atua rigorosamente no trabalho de combate às fraudes de energia. As ações visam prevenir acidentes com ligações fora dos padrões técnicos de segurança, além de garantir a qualidade e continuidade do serviço prestado aos clientes regulares.

O furto de energia, além de ser uma prática perigosa, pode provocar sobrecarga na rede elétrica com prejuízo para a população que sofre com a falta do fornecimento em suas residências e ruas ou, por exemplo, com danos aos equipamentos elétricos e ainda devido à queda na qualidade da energia.

Deixe seu comentário