Depois de pagar mais de R$ 16 milhões (R$ 16.065.678,98), para a empresa Lockin Locação Eireli Ltda, fazer o serviço de pavimentação e drenagem em diversas ruas do município de Guarapari, o prefeito Edson Magalhães (PSDB), quer mais dinheiro.

R$ 22 milhões. Desde fevereiro, o prefeito encaminhou um novo projeto para a Câmara Municipal, pedindo aos vereadores para liberar um empréstimo de R$ 22 milhões junto à Caixa Econômica Federal, que seria para obras de infraestrutura e recuperação de estradas, entre outros serviços.

prefeito encaminhou um novo projeto para a Câmara Municipal, pedindo aos vereadores para liberar um empréstimo de R$ 22 milhões junto à Caixa.

R$ 40 milhões. O empréstimo seria com recursos vindo através do Financiamento à Infraestrutura de Saneamento (Finisa), que a Caixa possui. Em 2019 o prefeito já havia tentado aprovar esse mesmo empréstimo junto aos vereadores.

Não passou. Nessa época se falava que ele queria R$ 45 milhões de empréstimo. Mas no projeto final enviado à Câmara o prefeito pedia R$ 40 milhões. Foram várias tentativas de aprovar o projeto, mas a maioria dos vereadores não aprovou, alegando que o prefeito não especificava, ruas, bairros e comunidades em que seriam feitas as obras e também que a dívida ficaria para os futuros prefeitos.

Em 2020 Edson reencaminhou o projeto, agora com o valor de R$ 22 milhões.

Novos valores. Em 2020 ele reencaminhou o projeto, agora com o valor de R$ 22 milhões. Para conseguir a aprovação desse empréstimo de R$ 22 milhões, o prefeito precisaria de 12 votos. A Câmara de Guarapari tem 17 vereadores.

Votos. Atualmente o prefeito só tem o voto de 6 vereadores em sua base que são: Dito Xaréu (PSDB), Kamilla Carvalho Rocha (PTB), Rosangela Nunes Loyola (PSDB), Wendel Sant’ana Lima (PTB), Sandro Bigossi (DEM) e Zé Preto (PATRIOTA). Ele teria que conseguir mais 6 votos para aprovar.

R$ 38 milhões. Ao todo, juntando os dois valores, o prefeito quer gastar R$ 38 milhões em asfaltos e outras obras de infraestrutura. Procurada pelo Portal 27 a Câmara Municipal disse que o projeto ainda está sendo analisado na Casa de Leis.

Deixe seu comentário